Mostrando postagens com marcador Santa Faustina. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Santa Faustina. Mostrar todas as postagens

sábado, 26 de abril de 2014

Novena Divina Misericórdia, 9º dia

Nono Dia:
Meditação: ajuda às almas tíbias
§1228 - Hoje, traze-Me as almas tíbias e mergulha-as no abismo da Minha misericórdia. Essas almas ferem mais dolorosamente o Meu coração. Foi da alma tíbia que a Minha alma sentiu repugnância no Jardim das Oliveiras. Elas Me levaram a dizer: Pai, afasta de Mim este cálice, se assim for a Vossa vontade. Para elas, a última tábua de salvação é recorrer à Minha misericórdia.

- Ó compassivo Jesus, Tu que és a própria compaixão, trago à mansão do Teu compassivo Coração, as almas tíbias. Que se aqueçam no fogo do Teu amor puro, essas almas geladas que, semelhantes a cadáveres, Te enchem de tanta repugnância. Ó Jesus, muito compassivo, usa a força da Tua misericórdia, as atrai até o fogo do Teu amor e concede-lhes o amor santo, porque Tu podes tudo. 

O fogo e o gelo não podem ser unidos, porque ou o fogo se apaga, ou o gelo se derrete; 
mas a Tua misericórdia, ó Deus, pode auxiliar indigências ainda maiores.

-Eterno Pai, olhai com Vossa misericórdia para as almas tíbias e que estão encerradas no Coração compassivo de Jesus. Pai de misericórdia, suplico-Vos pela amargura da Paixão de Vosso Filho e por Sua agonia de três horas na cruz, permiti que também elas glorifiquem o abismo da Vossa misericórdia. Amém.

Oração para todos os dias
Ó dia eterno, ó dia desejado, espero por ti com saudade e ansiedade,
O amor afastará logo os véus, e Tu serás a minha salvação.

Ó dia lindíssimo, momento incomparável em que verei, pela primeira vez, a meu Deus, esposo da minha alma e Senhor dos senhores, sinto que o terror não dominará minha alma.

Ó dia soleníssimo, ó dia luminoso, em que a alma conhecerá a Deus em Seu poder e mergulhará toda em Seu amor, e conhecerá que já passaram as penúrias do exílio.

Ó dia feliz, ó dia abençoado em que meu coração se inflamará de um calor eterno, porque já agora Te pressinto, embora os véus, Tu és para mim, ó Jesus, enlevo e encanto na vida e na morte

Ó dia, pelo qual espero a vida toda, Eu te espero tanto, ó Senhor; porque unicamente a Ti desejo: Tu és no meu coração, e tudo a mais, é o nada.


Ó dia de delicias, de eternas suavidades, Deus de grande majestade, Esposo meu, Tu sabes que nada satisfará um coração virginal, Em Teu doce Coração reclino o meu rosto. Amém. . §1230
Diário de Santa Faustina

sexta-feira, 25 de abril de 2014

Novena Divina Misericórdia, 8º dia

Oitavo Dia:
O Purgatório
§1226 - Hoje, traze-Me as almas que se encontram na prisão do purgatório e mergulha-as no abismo da Minha misericórdia. Que as torrentes do Meu sangue refresquem o seu ardor. Todas essas almas são muito amadas por Mim. Elas pagam as dívidas à Minha justiça. Está em teu alcance trazer-lhes alívio. Tira do tesouro da Minha Igreja todas as indulgências e oferece-as por elas. Oh, se conhecesses o seu tormento, incessantemente oferecerias por elas a esmola do espírito e pagarias as suas dívidas à Minha Justiça.

- Misericordiosíssimo Jesus, Tu que queres misericórdia, eis que estou trazendo à morada do Teu compassivo Coração, as almas do Purgatório; almas que Te são muito queridas e que, no entanto, devem reparar a Tua justiça. Que as torrentes de Sangue e Água que brotaram do Teu Coração apaguem as chamas do fogo do Purgatório, para que também ali, seja glorificado o poder da Tua misericórdia. 
Do terrível ardor do fogo do purgatório ergue-se um lamento [das almas] à Tua misericórdia; 
e recebem consolo, alívio e conforto na torrente derramada do Sangue e da Água.

- Eterno Pai, olhai com olhar da Vossa misericórdia para as almas que sofrem no Purgatório e que estão encerradas no Coração compassivo de Jesus.
- Suplico-Vos que, pela dolorosa paixão de Jesus, Vossa Filho, e por toda a amargura de que estava inundada a Sua Santíssima Alma mostreis a Vossa misericórdia às almas que se encontram sob o olhar da Vossa justiça.

- Não olheis para elas de outra forma, senão através das Chagas de Jesus, Vosso Filho muito amado, porque nós cremos que a Vossa bondade e misericórdia são incomensuráveis. Amém.

Oração para todos os dias
Ó dia eterno, ó dia desejado, espero por ti com saudade e ansiedade,
O amor afastará logo os véus, e Tu serás a minha salvação.

Ó dia lindíssimo, momento incomparável em que verei, pela primeira vez, a meu Deus, esposo da minha alma e Senhor dos senhores, sinto que o terror não dominará minha alma.

Ó dia soleníssimo, ó dia luminoso, em que a alma conhecerá a Deus em Seu poder e mergulhará toda em Seu amor, e conhecerá que já passaram as penúrias do exílio.

Ó dia feliz, ó dia abençoado em que meu coração se inflamará de um calor eterno, porque já agora Te pressinto, embora os véus, Tu és para mim, ó Jesus, enlevo e encanto na vida e na morte

Ó dia, pelo qual espero a vida toda, Eu te espero tanto, ó Senhor; porque unicamente a Ti desejo: Tu és no meu coração, e tudo a mais, é o nada.

Ó dia de delicias, de eternas suavidades, Deus de grande majestade, Esposo meu, Tu sabes que nada satisfará um coração virginal, Em Teu doce Coração reclino o meu rosto. Amém. . §1230
Diário Santa Faustina

quinta-feira, 24 de abril de 2014

Novena Divina Misericórdia, 7º dia

Sétimo Dia:
A Igreja proclama a misericórdia de Deus
§1224 - Hoje, traze-Me as almas que veneram e glorificam de maneira especial a Minha misericórdia, e mergulha-as na Minha misericórdia. Essas almas foram as que mais sofreram por causa da Minha paixão e penetraram mais profundamente no Meu espírito. Elas são a imagem viva do meu Coração compassivo. Essas almas brilharão como uma luz especial na vida futura. Nenhuma delas irá ao fogo do inferno, defenderei cada uma delas de maneira especial na hora da morte.

- Misericordiosíssimo Jesus, cujo coração é o próprio amor, aceita na morada do Teu compassivo Coração, as almas que honram e glorificam de maneira especial a grandeza da Tua misericórdia. Essas almas, potentes pela força poderosa do próprio Deus, avançam entre penas e adversidades, confiando na Tua misericórdia. Essas almas estão unidas a Jesus e carregam, sobre seus ombros, a humanidade inteira. Elas não serão julgadas severamente, mas a Tua misericórdia as envolverá no momento da morte. A alma que glorifica a bondade do Senhor é por Ele especialmente amada; ela está sempre próxima da fonte viva e bebe as graças da misericórdia divina.

-Eterno Pai, olhai com o olhar de Vossa misericórdia para as almas que glorificam e honram o Vosso maior atributo, isto é, a Vossa insondável misericórdia; elas estão encerradas no Coração compassivo de Jesus.
- Essas almas são o Evangelho vivo; suas mãos cheias de boas obras e a alma repleta de alegria cantam um cântico de misericórdia ao Altíssimo.

- Suplico-Vos, ó Deus, mostrai-lhes a Vossa misericórdia segundo a esperança e a confiança que em Vós colocaram. Que se cumpra nelas a promessa de Jesus, que disse: as almas que veneram a Minha insondável misericórdia, Eu mesmo as defenderei na vida, e especialmente na hora da morte, como Minha glória. Amém.

Oração para todos os dias
Ó dia eterno, ó dia desejado, espero por ti com saudade e ansiedade,
O amor afastará logo os véus, e Tu serás a minha salvação.

Ó dia lindíssimo, momento incomparável em que verei, pela primeira vez, a meu Deus, esposo da minha alma e Senhor dos senhores, sinto que o terror não dominará minha alma.

Ó dia soleníssimo, ó dia luminoso, em que a alma conhecerá a Deus em Seu poder e mergulhará toda em Seu amor, e conhecerá que já passaram as penúrias do exílio.

Ó dia feliz, ó dia abençoado em que meu coração se inflamará de um calor eterno, porque já agora Te pressinto, embora os véus, Tu és para mim, ó Jesus, enlevo e encanto na vida e na morte

Ó dia, pelo qual espero a vida toda, Eu te espero tanto, ó Senhor; porque unicamente a Ti desejo: Tu és no meu coração, e tudo a mais, é o nada.

Ó dia de delicias, de eternas suavidades, Deus de grande majestade, Esposo meu, Tu sabes que nada satisfará um coração virginal, Em Teu doce Coração reclino o meu rosto. Amém. . §1230
Diário de Santa Faustina

quarta-feira, 23 de abril de 2014

Novena Divina Misericórdia, 6º dia

Sexto Dia - Meditação:
Jesus, eu confio em Vós
§1220 - Hoje, traze-Me as almas mansas e humildes, assim como as almas das criancinhas, e mergulha-as na Minha misericórdia. Essas almas são as mais semelhantes ao Meu Coração. Elas Me confortaram na amarga paixão da Minha agonia. Vi que no futuro iriam velar junto aos Meus altares como anjos terrestres. Sobre elas derramo torrentes de graças. Só a alma humilde é capaz de aceitar a Minha graça; às almas humildes favoreço com a minha confiança.

- Misericordiosíssimo Jesus, que dissestes - “Aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração”, aceita na morada do Teu compassivo Coração, as almas mansas e humildes e as almas das criancinhas. Essas almas encantam todo o Céu e é a especial predileção do Pai Celestial; são como um ramalhete diante do trono de Deus, com cujo perfume o próprio Deus se deleita.
- Estas almas têm morada permanente no Coração compassivo de Jesus e cantam sem cessar um hino de amor e misericórdia pelos séculos.
- A alma verdadeiramente humilde e mansa já respira aqui na terra o ar do paraíso, e o perfume do seu coração humilde encanta o próprio Criador.


- Eterno Pai, olha com o olhar da Vossa misericórdia para as almas mansas, humildes e para as almas das criancinhas que estão encerradas na morada compassiva do Coração de Jesus. Essas almas são as mais semelhantes ao Vosso Filho. O perfume dessas almas eleva-se da terra e alcança o Vosso trono. Pai de misericórdia e de toda bondade, suplico-Vos pelo amor e predileção que tendes por essas almas; abençoai o mundo todo para que as almas cantem a glória juntamente à Vossa misericórdia, por toda a eternidade. Amém.

Oração para todos os dias
Ó dia eterno, ó dia desejado, espero por ti com saudade e ansiedade,
O amor afastará logo os véus, e Tu serás a minha salvação.

Ó dia lindíssimo, momento incomparável em que verei, pela primeira vez, a meu Deus, esposo da minha alma e Senhor dos senhores, sinto que o terror não dominará minha alma.

Ó dia soleníssimo, ó dia luminoso, em que a alma conhecerá a Deus em Seu poder e mergulhará toda em Seu amor, e conhecerá que já passaram as penúrias do exílio.

Ó dia feliz, ó dia abençoado em que meu coração se inflamará de um calor eterno, porque já agora Te pressinto, embora os véus, Tu és para mim, ó Jesus, enlevo e encanto na vida e na morte

Ó dia, pelo qual espero a vida toda, Eu te espero tanto, ó Senhor; porque unicamente a Ti desejo: Tu és no meu coração, e tudo a mais, é o nada.

Ó dia de delicias, de eternas suavidades, Deus de grande majestade, Esposo meu, Tu sabes que nada satisfará um coração virginal, Em Teu doce Coração reclino o meu rosto. Amém. . §1230

terça-feira, 22 de abril de 2014

Novena Divina Misericórdia, 5º dia

Quinto Dia:
A unidade da Igreja
§1218 - Hoje, traze-me as almas dos cristãos separados da unidade da Igreja, e mergulha-as no mar da Minha misericórdia; na amarga Paixão dilaceravam o Meu corpo e o Meu Coração, isto é, a Minha Igreja. Quando voltam à unidade da Igreja, cicatrizam-se as Minhas Chagas e dessa maneira, eles aliviarão a Minha Paixão.

- Misericordiosíssimo Jesus, Tu que és a própria bondade e não negas a luz àqueles que Te pedem, aceita na morada do Teu compassivo Coração, as almas dos nossos irmãos separados, atrai-os pela Tua luz à unidade da Igreja e não os deixe sair da morada do Teu compassivo Coração, mas faze com que também eles glorifiquem a prodigalidade da Tua Misericórdia.

- Mesmo para aqueles que rasgaram o manto da Tua Unidade Flui do Teu Coração uma fonte de compaixão; A onipotência da Tua misericórdia, ó Deus, pode tirar também essas almas do erro.

- Eterno Pai, olhai com o olhar da Vossa Misericórdia para as almas dos nossos irmãos separados, que esbanjaram os Vossos bens e abusaram das Vossas graças, permanecendo teimosamente nos erros. Não olheis para os seus erros, mas para o amor de Vosso Filho que suportou amarga paixão por eles, pois também eles estão encerrados no Coração compassivo de Jesus. Fazei com que também eles glorifiquem a Vossa grande misericórdia, por toda a eternidade. Amém.

Oração para todos os dias
Ó dia eterno, ó dia desejado, espero por ti com saudade e ansiedade,
O amor afastará logo os véus, e Tu serás a minha salvação.

Ó dia lindíssimo, momento incomparável em que verei, pela primeira vez, a meu Deus, esposo da minha alma e Senhor dos senhores, sinto que o terror não dominará minha alma.

Ó dia soleníssimo, ó dia luminoso, em que a alma conhecerá a Deus em Seu poder e mergulhará toda em Seu amor, e conhecerá que já passaram as penúrias do exílio.

Ó dia feliz, ó dia abençoado em que meu coração se inflamará de um calor eterno, porque já agora Te pressinto, embora os véus, Tu és para mim, ó Jesus, enlevo e encanto na vida e na morte

Ó dia, pelo qual espero a vida toda, Eu te espero tanto, ó Senhor; porque unicamente a Ti desejo: Tu és no meu coração, e tudo a mais, é o nada.

Ó dia de delicias, de eternas suavidades, Deus de grande majestade, Esposo meu, Tu sabes que nada satisfará um coração virginal, Em Teu doce Coração reclino o meu rosto. Amém. . §1230
Diário de Santa Faustina


segunda-feira, 21 de abril de 2014

Novena Divina Misericórdia, 4º dia

Quarto Dia:
A Igreja é missionária
§1216- Hoje, traze-me os pagãos e aqueles que ainda não Me conhecem e nos quais pensei na Minha amarga paixão. O seu futuro zelo consolou o Meu Coração. Mergulha-os no mar da Minha Misericórdia.

- Misericordiosíssimo Jesus, Tu que és a luz do mundo todo, aceita na morada do Teu compassivo Coração, as almas dos pagãos que ainda não Te conhecem. Que os raios da Tua graça os iluminem para que também eles, juntamente conosco, glorifiquem as maravilhas da Tua Misericórdia, e não os deixe sair da morada do Teu compassivo Coração.

Que a luz do Teu amor Ilumine as trevas das almas! 
Faze que essas almas Te conheçam e glorifiquem a Tua misericórdia, juntamente conosco!


- Eterno Pai, olhai com o olhar da Vossa misericórdia para as almas dos pagãos e daqueles que ainda não Vos conhecem, mas que estão encerrados no Coração compassivo de Jesus. Atraí-as à luz do Evangelho. Essas almas não sabem que grande felicidade é amar-Vos; fazei com que também elas glorifiquem a prodigalidade da Vossa Misericórdia, por toda a eternidade. Amém.

Oração para todos os dias
Ó dia eterno, ó dia desejado, espero por ti com saudade e ansiedade,
O amor afastará logo os véus, e Tu serás a minha salvação.

Ó dia lindíssimo, momento incomparável em que verei, pela primeira vez, a meu Deus, esposo da minha alma e Senhor dos senhores, sinto que o terror não dominará minha alma.

Ó dia soleníssimo, ó dia luminoso, em que a alma conhecerá a Deus em Seu poder e mergulhará toda em Seu amor, e conhecerá que já passaram as penúrias do exílio.

Ó dia feliz, ó dia abençoado em que meu coração se inflamará de um calor eterno, porque já agora Te pressinto, embora os véus, Tu és para mim, ó Jesus, enlevo e encanto na vida e na morte

Ó dia, pelo qual espero a vida toda, Eu te espero tanto, ó Senhor; porque unicamente a Ti desejo: Tu és no meu coração, e tudo a mais, é o nada.

Ó dia de delicias, de eternas suavidades, Deus de grande majestade, Esposo meu, Tu sabes que nada satisfará um coração virginal, Em Teu doce Coração reclino o meu rosto. Amém. . §1230
Diário de Santa Faustina

domingo, 20 de abril de 2014

Novena Divina Misericórdia, 3º dia

Terceiro Dia:
Cristo, Rei vitorioso.
§1214 - Hoje, traze-Me todas as almas piedosas e fiéis e mergulha-as no oceano da Minha misericórdia, essas almas confortaram-Me na via sacra, foram aquela gota de consolações em meio ao mar de amarguras.

- Misericordiosíssimo Jesus, que concedes prodigamente a todos, as graças do tesouro da Tua misericórdia, acolhe-nos na morada do Teu compassivo coração e não nos deixes sair dele pelos séculos; suplicamos-Te pelo amor inconcebível de que está inflamado o Teu coração para com o Pai celestial. 
As maravilhas da misericórdia são insondáveis; 
nem o pecador nem o justo as entenderá. 
Para todos olhas com o olhar da compaixão,
e a todos atrais para o Teu amor.
- Eterno Pai, olhai com o olhar da Vossa misericórdia para as almas fiéis, como para a herança do Vosso Filho, e pela Sua dolorosa paixão concedei-lhes a Vossa bênção e cercai-as da Vossa incessante proteção, para que não percam o amor e o tesouro da santa fé, mas para que, com toda multidão dos Anjos e dos Santos, glorifiquem a Vossa imensurável misericórdia, por toda a eternidade. Amém.

Oração para todos os dias
Ó dia eterno, ó dia desejado, espero por ti com saudade e ansiedade,
O amor afastará logo os véus, e Tu serás a minha salvação.

Ó dia lindíssimo, momento incomparável em que verei, pela primeira vez, a meu Deus, esposo da minha alma e Senhor dos senhores, sinto que o terror não dominará minha alma.

Ó dia soleníssimo, ó dia luminoso, em que a alma conhecerá a Deus em Seu poder e mergulhará toda em Seu amor, e conhecerá que já passaram as penúrias do exílio.

Ó dia feliz, ó dia abençoado em que meu coração se inflamará de um calor eterno, porque já agora Te pressinto, embora os véus, Tu és para mim, ó Jesus, enlevo e encanto na vida e na morte

Ó dia, pelo qual espero a vida toda, Eu te espero tanto, ó Senhor; porque unicamente a Ti desejo: Tu és no meu coração, e tudo a mais, é o nada.

Ó dia de delicias, de eternas suavidades, Deus de grande majestade, Esposo meu, Tu sabes que nada satisfará um coração virginal, Em Teu doce Coração reclino o meu rosto. Amém. . §1230


sábado, 19 de abril de 2014

Novena Divina Misericórdia, 2º dia

Segundo Dia:
Cristo, Sumo Sacerdote
§1212 - Hoje, traze-Me as almas dos sacerdotes e religiosos e mergulha-as na Minha insondável misericórdia. Elas Me deram força para suportar a amarga Paixão. Por elas, como por canais, desce sobre a Humanidade a Minha misericórdia.

- Misericordiosíssimo Jesus, de quem provém tudo que é bom, aumenta em nós a graça, para que pratiquemos dignas obras de misericórdia, a fim de que aqueles que olham para nós, glorifiquem o Pai da Misericórdia, que está no Céu. A fonte do amor divino mora nos corações puros, Banhados no mar da misericórdia, Brilhantes como as estrelas, luminosos como a aurora.


- Eterno Pai, olhai com o olhar da Vossa misericórdia para a porção eleita da Vossa vinha: as almas dos sacerdotes e religiosos. Concedei-lhes o poder da Vossa bênção e, pelos sentimentos do Coração de Vosso Filho, no qual estão encerradas, dai-lhes a força da Vossa luz, para que possam guiar os outros nos caminhos da salvação, para juntamente com eles cantar a glória da Vossa insondável misericórdia, por toda a eternidade. Amém.

Oração para todos os dias
Ó dia eterno, ó dia desejado, espero por ti com saudade e ansiedade,
O amor afastará logo os véus, e Tu serás a minha salvação.

Ó dia lindíssimo, momento incomparável em que verei, pela primeira vez, a meu Deus, esposo da minha alma e Senhor dos senhores, sinto que o terror não dominará minha alma.

Ó dia soleníssimo, ó dia luminoso, em que a alma conhecerá a Deus em Seu poder e mergulhará toda em Seu amor, e conhecerá que já passaram as penúrias do exílio.

Ó dia feliz, ó dia abençoado em que meu coração se inflamará de um calor eterno, porque já agora Te pressinto, embora os véus, Tu és para mim, ó Jesus, enlevo e encanto na vida e na morte... §1230

Diário de Santa Faustina

sexta-feira, 18 de abril de 2014

Novena Divina Misericórdia, 1º dia

Festa da Divina Misericórdia
- Nosso Senhor pediu a Irmã Faustina para rezar e esforçar-se para estabelecer uma "Festa da Divina Misericórdia" no Domingo depois da Páscoa. Ele lhe disse:
“Nesse dia estão abertas as entranhas da Minha misericórdia. Derramo todo um mar de graças nas almas que se aproximam da Minha Misericórdia. A alma que se confessar (oito dias antes ou depois) e receber a Santa Comunhão alcançará o perdão total das culpas e castigos.” §699

- Trata-se de um dia que se deve celebrar o mistério pascal com um enfoque na mensagem da misericórdia de Deus. Deve ser um dia de esquecimento e perdão total, como o dia das expiações no Antigo Testamento (Lev 16).
- Serão perdoados todos os nossos pecados e a punição devida a eles.
- Nós já podemos celebrar esse "Domingo da Misericórdia" indo nos confessar (oito dias antes ou depois) e comungar nesse dia. Podemos exaltar a misericórdia do Senhor através de nossas orações e obras de caridade.

- Uma das preparações para a "Festa da Divina Misericórdia" consiste em rezar a Novena da Divina Misericórdia. Em cada um dos nove dias, começando na Sexta-Feira Santa até o sábado seguinte, na véspera da Festa da Divina Misericórdia.
- Esta novena que o próprio Jesus Cristo pediu à Santa Faustina, dizendo: 
“Desejo que, durante estes nove dias, conduzas as almas à fonte da Minha misericórdia, a fim de que recebam força, alívio e todas as graças de que necessitam nas dificuldades da vida e, especialmente na hora da morte. Cada dia conduzirás ao Meu Coração um grupo diferente de almas e as mergulharás nesse oceano da Minha misericórdia. Eu conduzirei todas essas almas à Casa de Meu Pai. Procederás assim nesta vida e na futura.
Por Minha parte, nada negarei àquelas almas que tu conduzirás à fonte da Minha misericórdia. Cada dia pedirás a Meu Pai, pela Minha amarga Paixão, graças para essas almas. 
Eu respondi: "Jesus, não sei como fazer essa novena e que almas conduzir em primeiro lugar ao Vosso compassivo Coração." 
E respondeu-me Jesus que me dirá, dia por dia, que almas devo conduzir ao Seu Coração". §1209
“Através desta novena concederei às almas toda espécie de graças.” §796


Primeiro Dia:
A cruz de Cristo, uma revelação radical da misericórdia.
§1210 - Hoje, traze-Me a Humanidade inteira, especialmente todos os pecadores, e mergulha-os no oceano da Minha misericórdia; com isso Me consolarás na amarga tristeza em que a perda das almas Me afunda.

- Misericordiosíssimo Jesus, de quem é próprio ter compaixão de nós e de nos perdoar, não olhes os nossos pecados, mas a confiança que depositamos em Tua infinita bondade. Acolhe-nos na morada do Teu compassivo Coração e nunca mais nos deixes sair dEle. Nós Te pedimos pelo amor que Te une ao Pai e ao Espírito Santo. Ó onipotência da Misericórdia Divina, socorro para o homem pecador,Tu és o oceano de misericórdia e de amor, e ajudas a quem Te pede humildemente.

-Eterno Pai, olhai com misericórdia para toda humanidade encerrada no Coração compassivo de Jesus, mas especialmente para os pobres pecadores. Pela Sua dolorosa paixão, mostrai-nos a Vossa misericórdia, para que glorifiquemos a onipotência da Vossa misericórdia, por toda a eternidade. Amém.
Diário de Santa Faustina

domingo, 5 de janeiro de 2014

Misericórdia e Justiça

Justiça, misericórdia e fidelidade
Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas, que pagais o dízimo da hortelã, do coentro e do cominho, mas omitis as coisas mais importantes da lei:
  • a justiça,
  • a misericórdia e
  • a fidelidade.
Importava praticar estas coisas, mas sem omitir aquelas.
Condutores cegos, que coais o mosquito e tragais o camelo!
Mateus 23, 23-24

Misericórdia e Justiça
- Nosso corpo possui uma Lei perversa que continuamente luta contra o espírito.
- Minha filha, a Providência jamais faltará para quem a deseja, isto é, para quem espera em mim com perfeição.
- Refiro-me as pessoas que realmente me imploram no amor e na luz da fé, e não apenas com palavras.
- Quem me suplica só com palavras: “Senhor, Senhor” jamais experimentará Minha Divindade, Minha Providência.
Não os reconheço.
- Quem me invoca sem (a prática das) virtudes,
só reconheço pela justiça, não pela misericórdia.

- Afirmo-te, pois, que Minha Providência não falha em favor dos que esperam em mim.
- Quero, porém, que te dirijas a mim na paciência; desejo ajudar essas pessoas e todos os que criei a minha imagem e semelhança, num grande ato de amor.
- Não reconheço os que me imploram:
  • Sem a prática das virtudes;
  • Sem a vivência da Justiça.
- Eu te garanto:
  • Jamais faltará minha providência para quem nela espera.
  • Somente estará ausente para os que se desesperam ou confiam em si mesmos.
(O Diálogo-Santa Catarina de Sena, pg304; 405)

Dia da Justiça
- Escreve isto: Antes de vir como Justo Juiz, venho como Rei da Misericórdia.
- Antes de vir o dia da justiça, nos céus será dado aos homens este sinal:
Apagar-se-á toda a luz no céu e haverá uma grande escuridão sobre a terra. Então aparecerá o sinal da Cruz no céu, e dos orifícios onde foram pregados as mãos e os pés do Salvador sairão grandes luzes, que, por algum tempo, iluminarão a Terra.
- Isto acontecerá antes pouco antes do último dia.
Ó Sangue e Água que jorrastes do Coração de Jesus, como fonte de misericórdia para nós,
eu confio em Vós!
O Diário-Santa Faustina §83

Misericórdia e Justiça
- Sabendo que Deus é Justiça, mas também Misericórdia, o Profeta Jeremias clamou o quanto pôde por seus irmãos, até que Deus o proibiu de interceder por eles:
“Quanto a ti, não intercedas por esse povo. Não ergas em favor deles queixas ou súplicas e não insistas junto a Mim, porque não te escutarei. Não vês o que faz eles nas cidades? Os filhos juntam lenha, os pais acendem o fogo e as mulheres sovam a massa para fazer tortas destinadas à rainha do céu, depois fazem libações a deuses estranhos, o que provoca a Minha ira. Eles se firmam na falsidade e recusam converter-se. Ninguém se arrepende de sua maldade...” Jr 7, 16-18; 8, 5-6.
- Nem o Rei nem o povo quis ‘escutar’ a voz de Deus pela boca do Profeta. A história diz o trágico fim de Jerusalém por sua ‘desobediência’ a Palavra de Deus. Jr 39

- Deus é Misericórdia no sentido de proteger e guardar aqueles que lhe ‘obedecem’ e seguem os ‘caminhos’ que Ele indica, pois Ele sabe melhor que nós mesmos o que é ideal para nossa vida.

- Deus se torna Justiça no sentido de deixar os ‘desobedientes’ em sua auto-suficiência para conhecerem o certo e o errado, a luz e as trevas, a vida e a morte.
- Portanto, a Misericórdia e Justiça Divinas, não se anulam, não são opostas, mas se complementam. Poderíamos definir que a Misericórdia de Deus age para os ‘obedientes’; e a Justiça é consequência das escolhas dos ‘desobedientes’.
“Aquele que caminha na justiça e só fala a verdade, que se recusa a ficar rico com a exploração, que esconde a mão para não aceitar suborno, que tapa os ouvidos para não ouvir proposta assassina, que fecha os olhos para não apoiar a injustiça; este habitará nas alturas, os lugares inacessíveis dos rochedos serão o seu refugio. O pão de que necessita lhe será dado, e a água para a sua subsistência lhe será assegurada.” Isaias 33, 15-16
- Não reconheço os que me imploram:
  • Sem a prática das virtudes;
  • Sem a vivência da Justiça.
- Eu te garanto:
  • Jamais faltará minha providência para quem nela espera.
  • Somente estará ausente para os que se desesperam ou confiam em si mesmos. (O Diálogo-Santa Catarina de Sena, pg304)
- Outra face da Misericórdia e da Justiça seria a ação daquele que ‘escuta’ a Palavra de Deus e a põe em prática, este é um homem sensato; diferente daquele que ‘escuta’ a Palavra de Deus e não as pratica, este homem é comparado a um insensato, com certeza colherá os frutos de suas escolhas. Mateus 7, 24-27
- Onde encontrar a Misericórdia de Deus?
Em Sua Palavra.
- Onde está Sua Palavra Senhor?
Na Igreja.

“Minha filha (o), medita sobre a vida divina que está contida na Igreja, para a salvação e a santificação da tua alma. Reflete sobre como estás aproveitando estes tesouros de graças, estes esforços do Meu amor.”
(O Diário-Santa Faustina §1758)


Oremos: “Senhor, abre meus olhos para eu contemplar as maravilhas que vêm de tua Lei. Eu sou um estrangeiro na terra, não escondas de mim teus mandamentos. Minha alma se consome desejando tuas normas todo o tempo. Eu escolhi o caminho da verdade, e me conformo ás tuas normas. Ensina-me o bom senso e o saber, pois eu creio nos teus mandamentos.” Salmo 118

sábado, 21 de dezembro de 2013

Inferno

O Pecado e sua consequência: o Inferno
 “ Hoje, fui conduzida por um Anjo, fui levada às profundezas do Inferno.
È um lugar de grande castigo, e como é grande a sua extensão.
Tipos de tormento que vi:
- O primeiro é a perda de Deus;
- O segundo é o continuo remorso de consciência;
- O terceiro é que este destino não mudará nunca;
- O quarto é o fogo, que atravessa a alma, mas não a destrói; é um tormento terrível, é um fogo puramente espiritual, aceso pela ira de Deus;
- O quinto é a contínua escuridão, um horrível cheiro sufocante e, embora haja escuridão, os demônios e as almas condenadas vêem-se mutuamente e vêem todo o mal dos outros e o seu;
- O sexto é a contínua companhia do demônio;
- O sétimo tormento, o terrível desespero, ódio de Deus, maldições, blasfêmias.

- São tormentos que todos os condenados sofrem juntos, mas não é o fim dos tormentos. Existem tormentos especiais para as almas, os tormentos dos sentidos (audição, visão, olfato, paladar e tato).

- Cada alma é atormentada com o que pecou, de maneira horrível e indescritível. Existem terríveis prisões subterrâneas, abismos de castigo, onde um tormento se distingue do outro. Eu teria morrido vendo esses terríveis tormentos, se não me sustentasse a Onipotência de Deus.

- Que o pecador saiba que será atormentado com o “sentido” com que pecou, por toda a eternidade.

- Estou escrevendo isso por ordem de Deus, para que nenhuma alma se escuse dizendo que não há Inferno, ou que ninguém esteve lá e não sabe como é.

- Eu, Irmã Faustina, por ordem de Deus, estive nos abismos do Inferno para falar às almas e testemunhar que o Inferno existe... percebi, no entanto, uma coisa: o maior número das almas que lá estão, é justamente daqueles que não acreditavam que o Inferno existisse.”
(O Diário de Santa Faustina §741)


sábado, 2 de novembro de 2013

Oração a Misericórdia

“Desejo transformar-me toda em Vossa misericórdia, para tornar-me o Vosso reflexo vivo, ó meu Senhor!
- Que a Vossa Misericórdia, que é insondável e de todos os atributos de Deus o mais sublime, se derrame do meu coração e da minha alma sobre o próximo.
- Ajudai-me, Senhor, para que os meus olhos sejam misericordiosos, de modo que eu jamais suspeite das pessoas pela aparência externa e nem as julgue, mas perceba a beleza interior dos outros e possa ajudá-los.
- Ajudai-me, Senhor, para que os meus ouvidos sejam misericordiosos, de modo que eu esteja atenta as necessidades dos meus irmãos, e não me permitais permanecer indiferente diante de duas dores e lágrimas.
- Ajudai-me, Senhor, para que a minha língua seja misericordiosa, de modo que eu nunca fale mal dos meus irmãos; que eu tenha para cada um deles uma palavra de conforto e perdão.
- Ajudai-me, Senhor, para que as minhas mãos sejam misericordiosas e transbordantes de boas obras, nem se cansem jamais de fazer o bem aos outros, enquanto aceite para mim as tarefas mais difíceis e penosas.
- Ajudai-me, Senhor, para que os meus pés sejam misericordiosos, para que levem sem descanso ajuda aos irmãos, vencendo a fadiga e o cansaço; o meu repouso esteja no serviço do próximo.
- Ajudai-me, Senhor, para que o meu coração seja misericordioso e se torne sensível a todos os sofrimentos do próximo; que ninguém receba uma recusa do meu coração. Que eu conviva sinceramente mesmo com aqueles que abusam da minha bondade.
Quanto a mim, me encerro no Coração Misericordiosíssimo de Jesus, silenciando aos outros o quanto tenha de sofrer.

Ó meu Jesus, transformai-me em Vós, porque Vós tudo podeis.” Diário de Santa Faustina §163

Obras de Misericórdia Espirituais

Meditação das ‘atitudes espirituais’ de Santa Faustina

1ª) Dar bom conselho
“Muitas vezes o Senhor me dá a conhecer interiormente as pessoas com quem me encontro na portaria. Uma alma, digna de compaixão, tomou a iniciativa de ela mesma me dizer alguma coisa. Aproveitando a ocasião, delicadamente dei-lhe a conhecer em que miserável estado se encontra sua alma. Retirou-se com melhor disposição.” §1283




2ª) Suportar com paciência as fraquezas do próximo
“A irmã designada para me acompanhar ia comigo, contrafeita. Demonstrou isso por diversas vezes e finalmente disse-me: ‘O que vamos fazer? tenho pouco dinheiro para o fiacre. Não respondi nada a isso. ‘E se não houver fiacre? Como é que vamos andar tanto?
Dizia isso e muitas outras coisas, unicamente para me inquietar, porque as queridas superioras deram dinheiro para tudo e não faltou. E, tendo conhecido interiormente tudo isso, ri-me e disse àquela irmã: ‘Estou inteiramente tranqüila, confiemos em Deus.’ Entretanto percebi que a minha profunda serenidade a irritava. Então, comecei a rezar na intenção dela. ‘O meu Senhor, tudo isso é para Vós, para conseguir misericórdia para os pobres pecadores.” §1636

3ª) Corrigir os que erram
“Hoje veio visitar-me certa pessoa leiga que me causou grandes dissabores, que abusou de minha bondade, mentindo em muitas coisas. No primeiro momento, quando a vi, ferveu-me o sangue nas veias, porquanto surgiu diante dos meus olhos tudo o que tive que sofrer por causa dela, embora eu pudesse livrar-me desses sofrimentos com uma só palavra. E tive uma idéia de lhe dar a conhecer a verdade decidida e imediatamente. Mas, nesse momento, vi diante dos meus olhos a misericórdia divina e resolvi proceder com ela como Jesus procederia se estivesse no meu lugar. Comecei a conversar com ela bondosamente, e quando ela quis conversar comigo a sós, aí lhe dei a conhecer claramente o triste estado da sua alma, de maneira muito delicada. Eu via sua profunda emoção, embora a esconder diante de mim.” §1694

4ª) Ensinar os ignorantes
“Na minha vida há instantes e momentos de conhecimento interior, ou seja, luzes divinas pelas quais a alma recebe um ensinamento interior sobre coisas que nem leu em livros, nem foi instruída por qualquer pessoa. São momentos de conhecimento interior; que o próprio Deus concede a alma. São grandes mistérios... frequentemente, recebo a luz e o conhecimento da vida interior de Deus e da Sua mais intima disposição, o que me enche de inefável confiança e tal felicidade que não posso conter em mim; só desejo dissolver-me toda nele...”



5ª) Consolar os aflitos
“A noite, no ultimo dia da minha permanência em Vilna, uma Irmã, já idosa, desvendou-me o estado da sua alma. Disse que já havia alguns anos sofria interiormente, que lhe parecia que todas as suas confissões eram malfeitas e que tinha duvidas sobre o perdão de Nosso Senhor. Perguntei-lhe se, alguma vez, tinha falado disso ao confessor. Respondeu-me: Já, varias vezes tenho falado disso aos confessores, e eles sempre me dizem que eu fique tranqüila e, no entanto, sofro muito e nada me traz alivio e sempre me parece que Deus não me perdoou.’ Respondi-lhe: ‘A Irmã deve ser obediente ao confessor e ficar inteiramente tranquila, porque com certeza se trata de tentação.’ Ela, no entanto, me suplicava com lágrimas nos olhos que eu perguntasse a Nosso Senhor se lhe havia perdoado e se suas confissões eram boas ou não. Respondi-lhe energicamente: ‘A Irmã mesma pergunte, se não confia nos confessores.’ Mas ela pegou-me pela mão e não queria soltar. Pediu que eu rezasse por ela e lhe transmitisse o que Nosso Senhor dela me dissesse. Chorando amargamente, retinha-me, dizendo: ‘Eu sei que Jesus fala com a Irmã.’ Não podendo desprender-me dela, porque me segurava pela mão, prometi-lhe que rezaria por ela. Á noite, durante a benção, ouvi na alma estas Palavras: ‘Diz-lhe que mais fere o Meu Coração a incredulidade do que os pecados que cometeu.’ Quando lhe falei disso, chorou como uma criança e uma grande alegria encheu a sua alma. Compreendi que Deus desejava consolar essa alma por meu intermédio e, embora isso me custasse muito, cumpri o desejo de Deus.” §628

6ª) Perdoar os que nos ofenderam
“Hoje tive um certo desgosto por causa de certa pessoa, ou seja, por causa de certa pessoa leiga. Essa pessoa, com base numa coisa verdadeira, disse muitas coisas inventadas, e como todas essas coisas foram tidas por verdadeiras e espalhadas pela casa toda, quando vieram aos meus ouvidos, senti uma dor no coração. Como se pode abusar da bondade dos outros? Mas resolvi não dizer palavra alguma em minha defesa e demonstrar uma bondade ainda maior para com essa pessoa. Mas, para suportá-lo com tranqüilidade, percebi que tinha poucas forças, pois isso se prolongava por semanas. Quando vi a tempestade a levantar-se e o vento a jogar areia diretamente nos meus olhos, fui diante do Santíssimo Sacramento e disse ao Senhor:
‘Jesus, peço-vos a força da Vossa graça atual, porque sinto que não vou conseguir suportar essa luta. Protegei-me com o Vosso peito.’
Então ouvi estas Palavras: ‘Não temas, Eu estou contigo.’
Quando me afastei do altar, uma estranha força e paz inundaram a minha alma, e a tempestade que se desencadeou batia contra a minha alma como contra um rochedo, e a espuma da tempestade caiu sobre aqueles que a provocaram.” §1150

7ª) Rezar pelos vivos e pelos mortos
“Quando entrei por um momento no dormitório vizinho para visitar as Irmãs doentes, uma delas disse: ‘Quando a Irmã morrer, não terei medo da Irmã. Venha falar comigo depois da morte, porque tenho um segredo da alma a confiar-lhe, para que a Irmã me resolva isso com Nosso Senhor. Eu sei que a Irmã pode conseguir isso para mim junto de Nosso Senhor.” §1615

“Já eram onze horas da noite, todas as Irmãs dormiam nas celas, apenas a minha alma estava lutando, e com uma grande esforço.

O tentador continua a falar-me: ‘Porque te importas com as outras almas? Tu deverias rezar apenas por ti mesma. Os pecadores, eles se converterão sem as tuas preces. Estou vendo que estas sofrendo muito neste momento; por isso vou te dar um conselho, do qual vai depender a tua felicidade: nunca fales da misericórdia de Deus e, especialmente, não encorajes os pecadores a confiança na Misericórdia de Deus, porque eles merecem o justo castigo.” §1497
Diário de Santa Faustina

Obras de Misericórdia Corporais


Meditação das ‘atitudes corporais’ de Santa Faustina
1ª) Alimentar os famintos
“Jesus veio hoje à portaria na figura de um jovem pobre. Esse miserável jovem, com as vestes terrivelmente rasgadas, descalço e de cabeça descoberta, todo a tiritar, porque o dia era chuvoso e frio. Pediu algo de quente para comer. Fui a cozinha e nada encontrei para os pobres; mas depois de procurar melhor, achei um pouco de sopa, que esquentei, ajuntei um pedaço de pão e ofereci ao pobre, que a tomou. No momento em que estava me entregando o prato, deu-me a conhecer que era o Senhor do céu e da terra. Logo que vi quem era, desapareceu dos meus olhos. Entrando na casa refleti sobre o que tinha sucedido na portaria, e ouvi estas palavras na alma:
- Minha filha, chegaram aos meus ouvidos as bênçãos dos pobres, que, afastando-se da portaria, Me bendizem, e gostei dessa tua caridade nos limites da obediência e por isso desci do Trono para saborear o fruto da tua misericórdia.”§1312
  
2ª) Dar de beber a quem tem sede
“Hoje veio visitar-me certa pessoa leiga que me causou grandes dissabores, que abusou de minha bondade, mentindo em muitas coisas. Essa pessoa me pediu um copo de água e mais duas outras coisas, no que de boa vontade a satisfaço. Contudo, se não fosse a graça de Deus, não teria condições de proceder assim com ela. Quando saiu, agradeci a Deus pela graça que então me fortaleceu.” §1694
  



3ª) Vestir os nus
“Quando vêm à portaria os mesmos pobres, trato-os com maior bondade e não lhes dou a conhecer que já estiveram uma vez, para deixá-los a vontade, e eles então me falam abertamente dos seus sofrimentos e necessidades.
Embora uma das irmãs me diga que não procede assim com mendigos e, na minha presença, lhes feche bruscamente a porta na cara, sempre que ela não está trato-os como o meu Mestre o faria. Algumas vezes se dá mais não dando nada do que dando muito, mas de maneira rude.” 1282
  





4ª) Visitar os doentes
“Uma vez fui visitar uma irmãzinha doente; tinha já 84-anos e distinguia-se por muitas virtudes. Perguntei-lhe: ‘Certamente a irmã já está pronta para se apresentar diante do Senhor’ Respondeu-me que se preparou a vida toda para essa última hora e disse-me estas palavras: ‘A idade não dispensa a luta’ §517
  



5ª) Visitar os presos
“Quando perguntei a Nosso Senhor como pôde suportar tantos delitos e diversos crimes e não os castigar, respondeu-me o Senhor:
‘Para castigá-los tenho a eternidade, e agora prolongo-lhes o tempo da misericórdia, mas ai deles se não conhecerem o tempo da minha visitação. Minha filha, secretária da minha misericórdia, não apenas estás obrigada a escrever e divulgar a minha misericórdia, mas também pedir a graça, para que também eles bendigam a minha misericórdia” §1160





6ª) Acolher os peregrinos
“Desejo que a festa da misericórdia seja refúgio e abrigo para todas as almas, especialmente para os pecadores. Nesse dia, estão abertas as entranhas da minha misericórdia. Derramo todo um mar de graças sobre as almas que se aproximam da fonte da minha misericórdia. A alma que se confessar e comungar alcançará o perdão das culpas e das penas. Nesse dia, estão abertas todas as comportas divinas, pelas quais fluem as graças.” §699
  





7ª) Enterrar os mortos
“Quando faleceu a Irmã Dominika, por volta da uma hora da noite, veio ter comigo e deu-me a conhecer que havia falecido. Rezei ardentemente por ela. De manhã disseram-me as irmãs que já estava morta. Respondi que sabia, porque tinha vindo falar comigo. Multipliquei as minhas orações por ela.” §1382



Diário de Santa Faustina