Mostrando postagens com marcador Bíblia. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Bíblia. Mostrar todas as postagens

domingo, 24 de janeiro de 2021

Cumpriu-se o Tempo e o Reino de Deus está próximo

 

Cumpriu-se o Tempo e o Reino de Deus está próximo

“Cumpriu-se o Tempo

e o Reino de Deus está próximo.

Arrependei-vos e crede no Evangelho.” Marcos 1,15

 

- Falar de cumprimento supõe uma continuidade ligando as fases do Desígnio de Deus

(1Reis 8,24; Sab 8,8; Atos 1,7)

e subentende que os homens tem conhecimento dele.

- Ao iniciar-se a última dessas fases,

(Rom 3,26; Heb 1,2)

os tempos são cumpridos;

(Gal 14,4; 1Cor 10,11)

não somente as Escrituras

(Mateus 1,22)

e a Lei,

(Mateus 5,17)

porém toda a economia da Antiga Aliança levada por Deus a Sua Plenitude.

(Mateus 9,17; 26,28; Rom 10,4; 2Cor 3,14-15; Heb 10, 1-14)

- No final do último período da História

(1Cor 10,11; 1Tim4,1; 1Pd 1, 5-20; 1Jo 2,18)

que é o “Fim dos Tempos”,

(Heb 9,26)

sobrevirá outro fim, o fim “do Tempo”,

(Mat 13,40.49; 24,3; 28,20)

isto é, o Dia

(1Cor 1,8; Amós 5,18)

da Vinda de Cristo,

(1Cor 15,23)

da Sua Revelação

(1Cor 1,7)

e do Julgamento.

(Rom 2,6; Salmo 9,5)

 

 

Clique aqui e veja também:

As Famílias que se Consagraram a Mim

Cumpriu-se o Tempo

Alegria Pascal

Espera do Seu Glorioso Retorno

 “Que neste dia, todas as minhas ações sejam:

Por Maria, com Maria, em Maria e para Maria,

a fim de mais perfeitamente as fazer:

Por Jesus, com Jesus, em Jesus e para Jesus.”

“Senhor, sou teu servo, filho de Tua Serva.”

sábado, 2 de janeiro de 2021

Sinal de contradição

 

Sinal de contradição

- Não vos perturbeis, Meus filhos, se não sois compreendidos por alguns, antes, se sois abertamente criticados e perseguidos.

- O Meu Coração permite isto para vos habituar a não por o vosso apoio em nenhuma criatura, mas só em Mim.

- Apoiai-vos sobre o Meu Coração Imaculado, filhos prediletos.

- Deixai-vos levar como o Menino Jesus Se deixava levar nos Meus braços a Casa do Pai.

- Jesus apresentava-Se no Templo, sobre este Meu Coração de Mãe, para ser oferecido ao Senhor.

- No momento em que Eu O entregava nas mãos do Sacerdote, o velho profeta Simeão revelava que a Mãe tinha sido escolhida por Deus para esta oferta:

“Será posto como sinal de contradição e uma espada transpassará a tua alma, Mãe”

- Também vós, pequenos filhos, consagrados ao Meu Coração Imaculado, sois hoje chamados a ser este sinal de contradição.

- Pela vossa vida, que será unicamente Evangelho vivido.

- Hoje, acredita-se cada vez menos no Evangelho do Meu Filho Jesus e até na Igreja alguns tentam interpretá-lo de maneira humana e simbólica.

- Vós vivereis a Letra o Evangelho: sereis pobres, simples, puros, pequeninos e totalmente abandonados ao Pai.

- Pela vossa palavra, que repetirá de maneira cada vez mais forte e clara a Verdade que o Meu Filho vos veio revelar.

- Vede quantos vossos irmãos Sacerdotes atraiçoam a Verdade, tentando adapta-la a mentalidade do mundo, impelidos pela falsa ilusão de serem melhor compreendidos, mais ouvidos e mais facilmente seguidos?

- Não há nenhuma ilusão mais perigosa do que esta.

- Anunciai sempre com fidelidade e clareza o Evangelho que viveis.

- O vosso falar seja “sim, sim; não, não”; o resto vem do maligno.

- Por isso, deixai-vos guiar e conduzir com docilidade pela Igreja.

- Vede agora como o Papa anuncia fortemente a Verdade e como a sua voz cai cada vez mais num deserto.

- O Meu Coração de Mãe é ainda transpassado por uma espada ao ver como o Santo Padre, este Meu primeiro filho predileto, é deixado cada vez mais sozinho, também pelos seus irmãos Sacerdotes.

- Sede vós, Sacerdotes Consagrados ao Meu Coração Imaculado, a voz que difunde no mundo inteiro tudo o que o Vigário do Meu Filho ainda hoje anuncia com firmeza para a salvação dos Meus pobres filhos perdidos. (Papa Paulo VI)

- Pelo vosso testemunho, que deverá ser Luz e exemplo para toda a Igreja.

- Foi determinado pelo Pai que o vosso testemunho seja cada vez mais doloroso.

- Repito-vos, filhos, que o caminho pelo qual vos conduzo é o da Cruz.

- Não temais se aumentarem as incompreensões, as criticas e as perseguições para convosco.

- É necessário que isto aconteça porque, tal como o Meu Filho Jesus, também vós sois hoje chamados a ser Sinal de Contradição.

- Sereis cada vez mais seguidos, mas também sereis cada vez mais rejeitados e perseguidos.

- Quando atacam a vossa pessoa ou o Meu Movimento, respondei com a Oração, com o Silêncio e com o Perdão.

- Em breve sereis chamados para a batalha em campo aberto quando forem atacados o Meu Filho Jesus, Eu própria, a Igreja e o Evangelho.

Só então, conduzidos pela Minha mão, saireis em campo aberto pra dar, finalmente, o vosso testemunho público.

- Por agora, continuai vivendo com simplicidade, entregando-vos todos aos cuidados deste Meu Coração Imaculado.

MSM-Movimento Sacerdotal Mariano / Padre Stéfano Gobbi / 02.02.76

Clique aqui e veja também:

Da prisão a flagelação de Jesus

A força do Evangelho

Apóstolos dos últimos tempos

 “Senhor, que vosso Amor, Sofrimento e Sangue derramado,

não tenha sido em vão pelas nossas almas e

pelas almas dos Vossos Sacerdotes, Filhos Prediletos de Nossa Senhora.”

"Senhor, sou teu servo, filho de Tua Serva"

segunda-feira, 14 de dezembro de 2020

A força do Evangelho

 

A força do Evangelho

- Tudo o que viveste aqui é para ti, Meu pequeno filho, um Sinal de que esta é a Minha Hora e de que a Celeste Comandante já reuniu o Seu Exército de toda a parte do mundo.

- Todos os dias, em diversas dioceses, tu te encontraste em Cenáculos com centenas de filhos prediletos e com dezenas de milhares de religiosas e fiéis, fazendo, nas Catedrais, a vossa Consagração ao Meu Coração Imaculado.

- Assim, através de vós, que Me respondestes, a Minha Luz se difunde cada vez mais na Igreja.

- A Igreja retoma vigor, confiança e novo impulso para a evangelização e salvação de todos os povos.

- Olha para esta imensa nação e para o incalculável número de Meus filhos que ainda não conhecem Jesus e caminham nas trevas, na espera de que também para eles brilhe a Luz da Verdade e da Graça.

- Este é o Tempo em que o Evangelho da Salvação deve ser anunciado a todos os povos da terra.

- O Evangelho deve ser pregado a todas as criaturas tal como Jesus vo-lo ensinou, tal como o Espírito Santo o deu a Igreja.

- O Evangelho deve ser hoje guardado a letra.

- O Evangelho deve ser hoje vivido a letra.

- O Evangelho deve ser hoje pregado a letra.

- A tentativa, levada a cabo por muitos, de ensinar o Evangelho só humanamente, de descurar o seu conteúdo histórico e sobrenatural, de reduzir a interpretações naturais o que nele está contido de Divino e de miraculoso, teve como consequência enfraquecer a mensagem e debilitar a eficácia do seu anúncio.

- A força da evangelização está na fidelidade e na autenticidade.

- Não é adaptando a Mensagem de Cristo as várias culturas, mas levando todas as culturas a Cristo que se realiza na missão da evangelização que vos foi confiada.

- Quantos destes Meus filhos seriam já de Cristo, se hoje não tivesse enfraquecido a força e o impulso da evangelização.

- Sou para vós Mãe e Mestra.

- Tal como acolhi, guardei e vivi a Palavra de Deus, assim também hoje faço com que todos vós a acolhais, a guardeis e a vivais, Meus pequeninos.

- A Palavra Divina deve ser, por isso, vivida por vós e anunciada a letra.

- Assim, quero comunicar a todos vós o entusiasmo pelo Evangelho.

- Iluminados pela Sua Luz, anunciai-o a todos os povos da terra.

- Sou a Mãe e Mestra de todos os povos e o Triunfo do Meu Coração Imaculado não pode acontecer plenamente senão quando os tiver levado todos ao Meu Filho Jesus.

- Vivei no Meu Coração Imaculado e dai Jesus a todos os povos da terra.

- Em breve se cumprirá o desejo mais intimo do Meu Filho e, guiados por Mim, todos acorrerão de toda a parte dos cinco continentes, para entrar num Único Redil sob um só Pastor.

- Por agora, olho com ternura de Mãe para estes Meus filhos ainda afastados e, por meio de ti, a todos abençoo e encerro hoje no Meu Coração Imaculado.

O Evangelho é força de Deus para a salvação daquele que crê” Romanos 1,16

A Devoção a Maria é uma arma de salvação que Deus dá aos que Ele quer salvar” Tratado §182

MSM-Movimento Sacerdotal Mariano / Padre Stéfano Gobbi / 14.11.80

Clique aqui e veja também:

Conhecimento da Verdade

Da prisão a flagelação de Jesus

Revelo o Meu segredo

 “Senhor, que vosso Amor, Sofrimento e Sangue derramado,

não tenha sido em vão pelas nossas almas e

pelas almas dos Sacerdotes, Filhos Prediletos de Nossa Senhora.”

terça-feira, 27 de outubro de 2020

Significado do Calendário Litúrgico


 Significado do Calendário Litúrgico

- O ano litúrgico é o conjunto das celebrações com que a Igreja celebra anualmente o mistério de Cristo.

- O ano litúrgico, também chamado de ‘Ano da Igreja’, difere do ano civil, ou seja, não obedece aquela ordem cronológica de doze meses, e trezentos e sessenta e cinco dias.

- Dentro do ano litúrgico, a Igreja, sabiamente distribui o tempo em diversos períodos, enfatizando assim, alguns aspectos peculiares do Mistério Salvífico.

- Os tempos referentes ao Ano litúrgico são:

Advento, Natal, Comum, Quaresma e Páscoa.

Tempo do Advento

- Tempo de preparação para as solenidades do Natal, onde se celebra a primeira vinda do Filho de Deus no meio dos homens; e se recorda a esperança da Segunda vinda de Cristo.

- O advento, muito mais que um tempo de penitência, é um tempo de esperança e preparação.

Tempo do Natal

- Neste período, a Igreja celebra a festa do nascimento do Senhor e de suas primeiras manifestações ao mundo.

- O tempo do Natal se estende desde o dia vinte e quatro de dezembro, e vai até o dia seis de janeiro, inclusive.

- O Natal é a Segunda festa mais importante da Igreja, por isso, todo este período é expresso com alegria e festa.

Tempo Comum

- Durante trinta e três ou trinta e quatro semanas do ano, a Igreja deixa de celebrar aspectos importantes da vida de Cristo, celebrando todos os domingos a entrega de Jesus a nós, a Eucaristia.

- O Tempo Comum inicia no dia de semana que segue a festa do Batismo do Senhor e prolonga-se até a terça-feira antes da quaresma, inclusive; e recomeça depois da segunda-feira depois do Domingo de Pentecostes e volta a terminar um dia antes do 1º Domingo do Advento.

Tempo da Quaresma

- Inicia-se na quarta-feira de Cinzas e termina na quarta-feira da semana santa.

- Visa preparar a celebração da Páscoa.

- É um tempo de recolhimento espiritual de jejum, oração e penitência, é um período onde o fiel é chamado a rever sua vida de cristão para o grande acontecimento cristão:

A Ressurreição de Jesus Cristo.

Tempo da Páscoa

- É neste tempo que a Igreja celebra a sua maior festa: a Ressurreição de Nosso Senhor Jesus Cristo.

- Neste período, a Igreja se reveste de plena alegria pela Ressurreição de Cristo, que para nós se tornou primícia de Salvação.

- A festa da ressurreição é preparada através do Tríduo Pascal, que reúne como se fosse em uma única celebração, toda a Paixão, Morte e Ressurreição do Salvador.

- No Tríduo, nós temos a sexta-feira da Paixão, o Sábado Santo ou da Vigília Pascal e o Domingo da Ressurreição.

Revivendo com Cristo

- Viver o ‘Ano Litúrgico’ é viver o mistério de Cristo.

- No Advento, unir-se àqueles que por ele clamaram (profetas), que o anunciaram como iminente (João Batista) ou àquela que gestou (Maria Santíssima).

- No Natal, juntamo-nos aos anjos e aos pastores, aos magos, a Maria e a José, na humilde gruta de Belém. Aos nossos olhos maravilhados, brilha a luz da Epífania do Verbo feito carne.

- Na Semana Santa, caminhamos pelas ruas e pelas esquinas, encontrando-nos com Herodes e Pilatos, Pedro e Judas, João e Madalena. Vigiamos à espera do Ressuscitado até, enfim, clamar o triplo ‘aleluia’ e renovar as promessas de nosso Batismo na água e no Sangue do Crucificado.

- No Pentecostes, permanecemos, então, no Cenáculo com Maria, até que o Espírito Santo se derrame como vento e fogo.

- Jesus nasce e cresce. Jesus que morre e ressuscita. O Dom do Espírito e o chamado à missão.

- E, enquanto isso, trabalhamos e amamos, rimos e choramos, nascemos e morremos. Até que o Senhor venha...

“Que o sedento venha, e quem o deseja receba gratuitamente da água da vida.

Maranatha - Vem, Senhor Jesus.” Apocalipse 22, 17-20

Para baixar e imprimir no verso da Calendário Litúrgico clique abaixo:

Formato A4

Formato A3

sábado, 12 de setembro de 2020

Quando o Filho do Homem voltar

 

Quando o Filho do Homem voltar

- Vos ledes no Evangelho:

“Quando o Filho do Homem voltar, encontrará ainda a fé sobre a terra” (Lc 18,8)

- Hoje, quero vos convidar a meditar nestas Palavras pronunciadas pelo Meu Filho Jesus.

- São Palavras graves, que fazem refletir e que vos conseguem fazer compreender os tempos em que viveis.

- Antes de mais nada, podeis perguntar-vos porque é que Jesus as pronunciou.

- Para vos preparar para a sua Segunda Vinda e vos descrever uma circunstância que será indicativa da proximidade de Seu glorioso retorno.

- Esta circunstância é a perda da fé (Apostasia).

- Também numa outra parte da Sagrada Escritura, Tessalonicenses (2Tes2) é claramente anunciado que, antes do retorno glorioso de Cristo, se deve verificar uma Grande Apostasia.

- A perda da fé é uma verdadeira Apostasia.

- A difusão da Apostasia é, portanto, o sinal que indica já estar próxima a Segunda Vinda de Jesus.

- Em Fátima, Eu vos predisse que viria um tempo em que se perderia a verdadeira fé.

- Estes são os tempos.

- Os vossos dias são marcados por esta dolorosa e significativa situação, que vos foi predita na Sagrada Escritura:

* A verdadeira fé está desaparecendo num número cada vez maior de meus filhos.

- Causas da perda da fé:

1) Difusão dos erros, que são propagados e, frequentemente, ensinados por professores de Teologia nos Seminários e nas escolas católicas, e que adquirem assim um certo caráter de veracidade e de legitimidade.

2) Rebelião aberta e pública contra o Magistério autêntico da Igreja, sobretudo contra o Papa, que recebeu de Cristo a missão de manter toda a Igreja na Verdade da fé católica.

3) Mau exemplo dado pelos Pastores que se deixaram possuir completamente pelo espírito do mundo e se tornam propagadores de Ideologias Politicas e Sociais, em vez de serem anunciadores de Cristo e do Seu Evangelho, esquecendo assim o mandato dele recebido:

“Ide por todo o mundo e pregai o Evangelho a toda criatura” (Mc 16,15)

- Assim, nestes vossos dias, alastra-se cada vez mais a Apostasia por parte de muitos dos meus pobres filhos.

- Quando o Filho do Homem voltar...

- Se o seu retorno está próximo, então torna-se mais preocupada e forte a minha ação materna para ajudar todos os meus filhos a permanecerem sempre na verdadeira fé.

- Eis porque vos pedi para vos consagrardes ao meu Coração Imaculado.

- Eis porque difundi por toda a parte, nestes vossos tempos, Meu Movimento Sacerdotal Mariano:

Para formar o Pequeno Rebanho (Lc 12,32), reunido e formado por Mim;

para conservar sempre a verdadeira fé.

- Assim, quando o Filho do Homem voltar, encontrará ainda fé sobre a terra em todos aqueles que se consagraram a Mim, deixando-se recolher no Jardim Celeste do Meu Coração Imaculado.

MSM-Movimento Sacerdotal Mariano / Padre Stéfano Gobbi / 13.03.90

Clique aqui e veja também:

Confusão

Indisciplina

Divisão

Perseguição

Nem só de pão

“Senhor, que vosso Amor, Sofrimento e Sangue derramado,

não tenha sido em vão pelas nossas almas e

pelas almas dos Vossos Sacerdotes, Filhos Prediletos de Nossa Senhora.”

quinta-feira, 27 de agosto de 2020

O anúncio dos Três Anjos

 

O anúncio dos Três Anjos

- Hoje os Anjos de Luz do Meu Coração Imaculado estão ao vosso lado, meus prediletos e filhos a Mim consagrados.

- Hoje é a sua festa.

- Honrai-os, invocai-os, segui-os, vivei sempre com Eles, pois Eles vos foram dados pelo Pai Celeste como vossos guardas e protetores.

- Este é o seu tempo.

- Este último Período da Purificação e da Grande Tribulação corresponde a uma particular e forte manifestação dos Anjos do Senhor.

- Entrastes na fase mais dolorosa e difícil da Batalha entre os Espíritos do bem e os Espíritos do mal, entre os Anjos e os Demônios.

- É uma luta terrível, que se desenrola a vossa volta e acima de vós.

- Vós, pobres criaturas terrenas, estais envolvidos nesta luta e, assim, sentis de maneira particularmente forte as insídias que os Espíritos maus vos armam, para vos levar para os caminhos do pecado e do mal.

- Então, estes são os Tempos em que a ação dos vossos Anjos da Guarda se deve tornar ainda mais forte e continua.

- Invocai-vos frequentemente,

escutai-os com docilidade,

segui-os em cada momento.

- O culto de veneração e de louvor aos Anjos do Senhor deve estender-se mais e tornar-se mais solene na Igreja.

- De fato, é a Eles que está reservada a tarefa de vos dar o tão esperado anúncio da vossa já próxima libertação.

- Esperai com confiança o Anúncio dos três Anjos, acolhei-os com alegria e segui-os com amor.

- A Vossa libertação coincidirá com o fim da Iniquidade, com a completa libertação de toda a criação da escravidão do pecado e do mal.

- Aquilo que irá acontecer será algo tão grande como nunca houve desde o principio do mundo.

- Será como um Pequeno Juízo e cada um verá a sua própria vida e todas as obras na Luz de Deus.

- Ao Primeiro Anjo cabe a tarefa de proclamar a todos este anúncio:

“Daí a Deus glória e obediência, louvai-O,

porque chegou o momento em que Ele vai julgar o mundo.

Ajoelhai-vos diante d’Aquele que fez o céu, a terra, as fontes do mar.” (Ap 14,6-7)

- A vossa libertação coincidirá com a derrota de Satanás e de todo o Espírito diabólico.

- Todos os Demônios e os Espíritos dos condenados que se lançaram nestes anos, em toda a parte do mundo, para arruinar e levar as almas a condenação, serão precipitados no inferno de onde saíram, e não poderão mais causar dano.

- Todo o poder de Satanás será destruído.

- Ao Segundo Anjo cabe a tarefa de dar este anúncio:

“Caiu, caiu a Grande Babilônia, aquela que tinha feito beber a todos os povos o vinho inebriante da sua prostituição.” (Ap 18; 14, 8)

- A vossa libertação coincidirá sobretudo com o prêmio concedido a todos aqueles que se mantiveram fiéis na Grande Prova, e com o Grande Castigo que será dado aqueles que se deixaram arrastar pelo pecado e pelo mal, pela incredulidade e pela impiedade, pelo dinheiro e pelo prazer, pelo egoísmo e pela impureza.

- Ao Terceiro Anjo cabe a tarefa de anunciar o Grande Castigo:

“Se alguém adorar a Besta e a sua imagem e receber o seu sinal sobre a fronte ou na mão, beberá o vinho da Ira de Deus, deitado sem mistura no cálice do seu terrível juízo e será atormentado com fogo e enxofre na presença do Cordeiro e dos Santos Anjos.

O fumo do seu tormento nunca acabará.

Quem adorar a Besta e a sua imagem e todo aquele que receber a marca do seu nome

não terá descanso, nem de dia nem de noite.” (Ap 14, 9-11)

- Neste Tempo Final da Grande Tribulação, anunciado como o Tempo do Fim da Iniquidade, da derrota de Satanás e do Castigo dos Ímpios, é posta a dura prova a Constância daqueles que pertencem ao Senhor, que põem em prática os Mandamentos de Deus e permanecem fiéis a Jesus. (Ap 14,12)

- Por isso vos convido hoje a estar particularmente unidos aos vossos Anjos da Guarda, na Oração, escutando a sua voz e acolhendo docilmente a sua direção segura pelo caminho do bem e da santidade.

- Nestes tempos tempestuosos, em que Satanás domina com todo o seu tenebroso poder, é tarefa dos Anjos de Luz do Meu Coração Imaculado:

conduzir-vos pelo caminho da Constância e da Fidelidade a Jesus,

na observância dos Mandamentos de Deus e

no exercício de todas as Virtudes.

- Neste dia, juntamente com os vossos Anjos da Guarda, abençoo-vos com a alegria de uma Mãe que é por vós consolada e cada vez mais glorificada. 

MSM-Movimento Sacerdotal Mariano / Padre Stefano Gobbi / 02.10.92

Veja também:

O Espírito Santo virá

A tarefa dos Anjos

A função dos Anjos

Anjos do Senhor

“Senhor, que vosso Amor, Sofrimento e Sangue derramado,

não tenha sido em vão pelas nossas almas e

pelas almas dos Vossos Sacerdotes, Filhos Prediletos de Nossa Senhora.”

“Senhor, sou teu servo, filho de Tua Serva”.

Cuidado com os Espíritos Impuros:

“Assim fala o Amem: Aconselho-te a comprar de mim:

·         ouro purificado no fogo para que enriqueças,

·         vestes brancas para que te cubras e não apareça a vergonha da tua nudez,

·         e um colírio para que unjas teus olhos e possas enxergar.” Apocalipse 3,18

 

“Nisto ví que da boca do Dragão, da boca da Besta e da boca do falso profeta saíram três espíritos impuros, como sapos. São, com efeito, espíritos de demônios...

Eis que eu venho como um ladrão:

feliz aquele que vigia e conserva suas vestes,

para não andar nu e deixar que vejam a sua vergonha.

Apocalipse 16, 12-16

sábado, 22 de agosto de 2020

A Grande Apostasia

 

A Grande Apostasia

- Na Festa do Meu Coração Imaculado deste ano mariano a Mim consagrado, filhos prediletos, chamo-vos todos a entrar no Jardim Celeste que construí para vós, nestes tempos dolorosos e sangrentos da purificação.

- A Hora da Grande Apostasia chegou.

- Está se realizando tudo o que foi predito pela 2ª Tessalonicenses 2; onde Satanás, o Meu adversário, conseguiu difundir seus erros por toda a parte, com o engano e por meio da sua astuciosa sedução, sob a forma de novas e mais atualizadas interpretações da verdade, e conduzir muitos a escolher conscientemente e a viver no pecado, na enganosa convicção de que este já não é um mal, antes pelo contrário é um valor e um bem.

- Chegaram os Tempos da Confusão geral e da maior perturbação dos espíritos.

- A Confusão entrou na alma e na vida de muitos dos meus filhos.

- Esta Grande Apostasia se difunde cada vez mais também no interior da Igreja Católica.

- Os erros são ensinados e difundidos enquanto negam-se com muita facilidade as verdades fundamentais da fé que o Magistério autêntico da Igreja sempre ensinou e defendeu energicamente contra qualquer desvio herético.

- Os Episcopados mantêm um estranho silêncio e não reagem mais.

- Quando o meu Papa fala com coragem e reafirma com força as verdades da fé Católica, não é mais escutado, pelo contrário, é publicamente criticado e escarnecido.

- Há uma tática sutil e diabólica, tramada secretamente pela Maçonaria, usada hoje em relação ao Santo Padre, para ridicularizar a sua pessoa e a sua obra e para tornar vão o seu Magistério.

- Vitimas da Grande Apostasia são os meus filhos que se deixam arrastar, muitas vezes inconscientemente, por esta grande onda de erros e de males.

- Vitimas da Grande Apostasia são muitos bispos, sacerdotes, religiosos e fiéis.

- Nestes tempos, na Igreja Católica permanecerá um pequeno resto, que será fiel a Cristo, ao Evangelho, a toda a sua Verdade.

- O Pequeno Resto formará um Pequeno Rebanho, custodiado todo no fundo do Meu Coração Imaculado.

- Este Pequeno Rebanho será formado pelos bispos, sacerdotes, religiosos e fiéis que permanecerão fortemente unidos ao Papa, todos recolhidos no Cenáculo do Meu Coração Imaculado, em ato de oração incessante, de continua imolação e de oferta total, para preparar o caminho doloroso para a Segunda Gloriosa vinda do Meu Filho Jesus.

- Nesta minha festa do ano mariano, dirijo a todos que querem fazer parte do Pequeno Rebanho, o convite materno para se consagrarem ao Meu Coração,

para viverem em intimidade de vida comigo,

para se tornarem os meus corajosos Apóstolos dos Últimos Tempos,

pois chegou o momento em que o Meu Coração Imaculado dever ser glorificado perante a Igreja e toda a humanidade.

Movimento Sacerdotal Mariano / Nossa Senhora ao Padre Stefano Gobbi / 11.06.1988

Clique aqui e veja Também:

Orar sem cessar

Maria, Apóstolos dos Últimos Tempos

O número da Besta: 666


terça-feira, 11 de agosto de 2020

Nova Jerusalém

Texto para acompanhar a Leitura e Meditação de Apocalipse 7,14;

- Hoje é a festa de todos os santos e amanhã recordais aqueles que se salvaram, mas que se encontram ainda mergulhados no sofrimento purificador do Purgatório.

- Nestes tempos da Grande Tribulação (Ap 7,14), deveis viver fortemente a comunhão dos Santos.

- Sou a Rainha de todos os santos.

- Sou a Comandante de um único exercito.

- Os Anjos do Senhor receberam de Mim a missão de responderem, com força e poder a todas as insídias que o Dragão, a Besta Negra, a Besta semelhante a um cordeiro e os espíritos malignos vos armam cada dia.

- Como é grande, hoje, o seu poder celeste, porque são enviados por Mim para rebater a tática do meu adversário, que é afastar muitos dos meus pobres filhos da adoração devida ao nosso Deus, através da difusão cada vez maior do culto satânico e das missas negras.

- A esta perversa e blasfema ação dos demônios, os Anjos respondem com o seu contínuo, profundo e incessante ato de adoração e de Glorificação ao Senhor. (Ap 15,8; 16,9; 19,7)

- Os Santos do Paraíso respondem com a sua poderosa assistência e intercessão aos perigos que os maus vos armam, nestes tempos, procurando encher de obstáculos, dificuldades e oposições astuciosas o caminho que deveis seguir.

- As tramas ocultas e obscuras que a maçonaria tece contra vós, para vos fazer cair na sua rede, são desmascaradas e destruídas pelos Santos, que fazem descer do Paraíso uma forte luz, que vos envolve, para perfumar de fé, de esperança, de amor, de pureza e de santidade toda a vossa existência.

- A Comunhão de vida com os Santos do Paraíso é o Remédio que Eu vos dou contra os perigos traiçoeiros e tão insidiosos que a Besta Negra da Maçonaria hoje vos arma.

- Recorrei a uma contínua comunhão de oração com as santas Almas do Purgatório, para enfrentar as dificuldades, as zombarias, as marginalizações que a Besta semelhante a um cordeiro usa contra vós, meus filhos prediletos.

- Esta comunhão de oração com as Almas do Purgatório lhes dá a luz e o conforto de abreviar o tempo da sua purificação e concede-vos a segurança e a coragem de realizar na vossa vida o meu desígnio, que consiste em ajudar-vos a cumprir em cada momento a Vontade divina do Senhor.

- Hoje contemplo-vos com alegria, todos reunidos no Celeste Jardim do Meu Coração Imaculado, vivendo esta maravilhosa realidade da comunhão dos Santos, que vos une, vos ajuda e vos compromete a todos no combate pelo pleno triunfo de Cristo, no advento do mundo do seu glorioso Reino de amor, de santidade, de justiça e de paz.

- Assim, contribuís desde já para construir a Nova Jerusalém, a Cidade Santa, que deve descer do Céu, como noiva adornada para o seu Esposo e formais a morada de Deus entre os homens, para que todos se tornem o seu povo, onde serão enxugadas todas as lágrimas dos seus olhos e não haverá mais morte, nem luto, nem gemidos, nem dor, porque as coisas de antes terão desaparecido. (Ap 21, 1-8)

Movimento Sacerdotal Mariano - Padre Stefano Gobbi - A Nova Jerusalém / 01.11.1989

Clique aqui e veja também: A Besta semelhante a um cordeiro

 

01.11.1989 / A Nova Jerusalém

Índice Analítico

Dragão Vermelho (Ap 12,9; 20,2; Gn 3): Antiga Serpente / Diabo / Satanás.

Dragão Vermelho (Ap 12,9; 20,2): Comunismo ateu, Ateísmo Marxista, Ateísmo teórico e prático.

Besta (Ap 13, 1-10; 2Tes2,9; Mateus 24,24): Anticristos.

1ª Besta (Ap 13, 1-10): Besta Negra / 10-chifres / Maçonaria / Falsos Cristos.

2ª Besta (Ap 13, 11-18; 16,13; 19,20; 20,10): Besta semelhante ao de um cordeiro / 2-chifres / Maçonaria Eclesiástica / Falsos Profetas.

10-chifres (Ap 13, 1; 17, 3.7-12): oposição aos 10-Mandamentos de Deus.

7-cabeças (Ap 13, 1; 17, 3.7-12): nações em que o comunismo ateu se estabeleceu e domina com a força do seu poder ideológico, politico e militar. Várias Lojas Maçonicas. 7-Titulos Blasfemos, os 7-Pecados Capitais.

O rio de águas (Ap 12, 15): é formado pelo conjunto de todas as novas doutrinas teológicas.

A Grande Águia (Ap 12, 14): é a Palavra de Deus, sobretudo o Evangelho de Jesus.

As duas asas da Águia (Ap 12, 14):

·         A Palavra de Deus acolhida, amada e guardada com a fé (Fé);

·         A Palavra de Deus vivida com a Graça e a Caridade (Caridade).

- O deserto (Ap 12, 16.14): em que estabeleci a minha morada habitual é o coração e a alma de todos os filhos:

·         que Me acolhem,

·         Me escutam,

·         se entregam completamente a Mim

·         e se consagram ao Meu Coração Imaculado.

Seduzir e enganar toda a terra:  (Ap 13, 7-8; 2Tes 2, 1-12) 

“Senhor, que vosso Amor, Sofrimento e Sangue derramado,

não tenha sido em vão pelas nossas almas e

pelas almas dos Vossos Sacerdotes, Filhos Prediletos de Nossa Senhora.”

sexta-feira, 7 de agosto de 2020

Fim dos Tempos

 

Fim dos Tempos

- Jesus disse:

“Naquele tempo haverá uma grande tribulação,

tal como nunca houve desde o principio do mundo até agora,

nem tornará a haver jamais.

E se aqueles dias não fossem abreviados, nenhuma vida se salvaria.

Mas, por causa dos eleitos, aqueles dias serão abreviados.”  Mateus 24, 21-22

- Nós temos vivido tempos considerados difíceis, ou seja, tempos em que uma confusão foi instalada em nosso meio, não nos entendemos mais, os governos estão mais corruptos do que nunca, não confiamos em mais ninguém, sempre ouvimos murmúrios de guerra aqui ou ali, as ideologias estão devastando a fé de nossos filhos, a perda da fé está cada vez mais comum (apostasia), etc...

- Daí chegamos a conclusão que estamos vivendo o “Final dos Tempos”.

- Porém, jamais saberemos se estamos vivendo o “Final dos Tempos” ou não.

- Se voltarmos na história, veremos 2 grandes guerras que aconteceu e exterminou milhões de pessoas

- Imagine se estivéssemos vivido naqueles tempos, não pensaríamos a mesma coisa que hoje?

Tempo da Misericórdia

- Só saberemos do “Final dos Tempos” depois que acontecer os eventos preliminares que predizem as profecias, porque Deus quer que todos se salvem e graças a oração de muitos o “Tempo da Justiça” de Deus pode ser adiado de acordo com sua misericórdia:

“Como vós outrora fostes desobedientes a Deus e agora obtivestes misericórdia... assim também eles agora são desobedientes... a fim de que eles também obtenham misericórdia no tempo presente. Deus encerrou todos na desobediência para a todos fazer misericórdia” Romanos 11, 30

Tempo dos sinais

- Dentre alguns “Sinais” que Jesus indica como sendo a proximidade do “Final dos Tempos”; Ele sinaliza a Apostasia, ou seja, perda da fé:

“Quando o Filho do Homem voltar, encontrará fé sobre a terra?” Lucas 18, 8

E se aqueles dias não fossem abreviados, nenhuma vida se salvaria.

Mas, por causa dos eleitos, aqueles dias serão abreviados.” Mateus 24, 21-22

- Nossa Senhora também nos alerta a anos sobre diversos acontecimentos que estão acontecendo e que nos coloca a pouco tempo do fim:

Clique aqui e veja: As duas asas da grande águia

O número dos eleitos de Deus

- De acordo com alguns textos, Deus haverá de aguardar o número dos eleitos se completar:

“E se aqueles dias não fossem abreviados, nenhuma vida se salvaria.

Mas, por causa dos eleitos, aqueles dias serão abreviados” Mt 24,22

“Até quando, ó Senhor santo e verdadeiro, tardarás a fazer justiça,

Vingando nosso sangue contra os habitantes da terra?

A Cada um deles foi dada, então, uma veste branca e foi-lhes dito, também, que repousassem por mais um pouco de tempo, até que se completasse o número dos seus companheiros e irmãos, que iriam ser mortos como eles” (Ap 6, 10-11) 

Tempo das Tribulações

- As tribulações haverá de ser para todos, crentes e descrentes.

- A diferença está na consciência de cada um:

·         O Crente crê na Palavra de Deus, aguarda seu retorno e na renovação de todas as coisas, sofre as demoras de Deus com paciência e perseverança.

·         O Descrente acredita que o mundo vai acabar por meio de catástrofes naturais ou através de uma Terceira Grande Guerra, o sofrimento é motivo de blasfêmia a Deus, culpando-O de todas as misérias que vivemos.

A paciência e a fé dos santos no “Tempo da Tribulação”

- Nos tempos de tribulação não devemos resistir, mas mantermo-nos fieis aos 10-mandamentos de Deus e não violarmos nenhum deles:

“Se alguém tem ouvidos, ouça.

Se alguém está destinado a prisão, irá para a prisão;

Se alguém deve morrer pela espada, é preciso que morra pela espada.

Aqui está a paciência e a fé dos santos.” Ap 13, 09-10 (Cf. 14,11-12; Sl 5,11; Jr 15,2; Mt 26,52)

Testemunho dos que nos antecederam:

“Deixai-me ser pasto das feras, pelas quais eu chegarei a Deus... Sou trigo de Deus moído pelos dentes das feras” Santo Inácio de Antioquia

“Lá na arena haverá outro dentro de mim que sofrerá por mim, porque é por causa d’Ele que estou sofrendo” Santa Felicidade

Clique aqui de veja também: Constância dos Santos

Refugio físico e espiritual no “Tempo da Tribulação”

- O Apocalipse indica que nos eventos da Grande Tribulação o povo de Deus deve “Sair” da grande cidade “para não serdes cumplices dos seus delitos”.

“E ouvi outra voz do céu, que dizia:

Saí dela, povo meu, para não serdes cúmplices dos seus delitos,

e para não serdes atingidos pelas suas pragas.” Ap 18,4

“Quando, portanto, virdes a abominação da desolação, de que fala o Profeta Daniel, instalada no lugar santo –que o leitor entenda- então,

os que estiverem na Judeia fujam para as montanhas,

aquele que estiver no terraço, não desça para apanhar as coisas da sua casa.

E aquele que estiver no campo não volte atrás para apanhar a sua veste.

Aí daquelas que estiverem grávidas e estiverem amamentando naqueles dias.

Pedi para que a vossa fuga não aconteça no inverno ou num sábado.

Pois naquele tempo haverá uma Grande Tribulação, tal como não houve desde o principio do mundo até agora, nem tornará a haver jamais.” Mateus 24, 15-22

- Na medida do possível seria bom se tivermos para onde nos refugiar, porque, naqueles tempos, haverá fome, guerras, catástrofes naturais e perseguições.

Enquanto estamos vivendo o “Tempo dos Sinais” o que devemos fazer?

1º Mantermos fieis a Santa Igreja Católica Apostólica Romana.

2º Fieis aos 10-Mandamentos de Deus no seguro refúgio do Imaculado Coração de Maria.

3º Mantermo-nos em estado de Graça; Sacramentos em dia.

Principalmente a Virtude da Pureza.

Clique aqui para ler: Pureza e Impureza

4º Não permitir a marca na mão ou na fronte.

Clique aqui para ler A marca na fronte e na mão

5º Consagrar-se no refúgio seguro do Imaculado Coração de Maria

Clique aqui para ler: “Oração de Consagração ao Imaculado Coração de Maria e Renovação das Promessas Batismais.”