quinta-feira, 10 de setembro de 2020

Indisciplina

 


Indisciplina, segundo sinal

Festa da Apresentação do Menino Jesus no Templo.

- Contemplai a vossa Mãe Celeste,

ao apresentar-Se no Templo pra oferecer o Seu Pequeno Menino.

- Ele é o Verbo do Pai feito Homem;

é o Filho de Deus,

pelo qual o universo foi criado;

é o Messias esperado,

para o qual foram orientadas as Profecias e a Lei.

-Todavia,

desde o momento da Sua Concepção Humana,

Ele Se torna em tudo obediente a Vontade do Pai;

“Eu venho, ó Deus, para fazer a Tua Vontade”

O Nosso “sim” a Vontade do Pai

- E Se sujeita,

já desde o nascimento,

a todas as prescrições da Lei:

após oito dias, a circuncisão,

passados quarenta dias, a sua Apresentação no tempo.

- Como qualquer outro primogênito,

também o Meu Pertence a Deus e

é resgatado com o Sacrifício prescrito.

- Retorna das mãos do Sacerdote para os Meus braços,

para poder ser novamente oferecido por Mim

através da ferida do Meu Coração Imaculado,

já transpassado por uma espada;

deste modo,

dizemos juntos o Nosso “sim” a Vontade do Pai.

Vos chamo a ser semelhantes ao Meu Menino Jesus

- Filhos prediletos,

quando vos chamo a vos tornar os mais pequeninos nos Meus Braços,

é para vos tornar semelhantes ao Meu Menino Jesus

na dócil e perfeita obediência a Vontade Divina.

- Hoje o Meu Coração é ferido novamente,

ao ver quantos,

entre os Meus filhos prediletos,

vivem sem docilidade a Vontade de Deus,

porque não observam e, as vezes,

desprezam abertamente as Leis próprias do Estado Sacerdotal.

É Indisciplina a falta de docilidade interior a Vontade de Deus

- Assim,

a Indisciplina se difunde na Igreja e faz vitimas até entre os seus próprios Pastores.

- Este é o segundo sinal que vos indica que chegou,

para a Igreja,

o Tempo conclusivo da Purificação:

a Indisciplina que se difundiu a todos os níveis,

especialmente entre o clero.

- É Indisciplina a falta de docilidade interior a Vontade de Deus,

que se manifesta na transgressão das obrigações próprias do vosso estado;

a obrigação da oração,

do bom exemplo,

de viver uma vida santa e apostólica.

- Quantos, entre os Sacerdotes,

se deixam absorver por uma atividade desordenada

e já não rezam mais!

- Descuidam habitualmente

a Liturgia das Horas,

a Meditação,

a Reza do Santo Terço.

- Limitam a oração a uma apressada Celebração da Santa Missa.

- Assim,

estes Meus pobres filhos tornam-se vazios interiormente e já

não tem luz

nem força

para resistir as numerosas insidias no meio das quais vivem.

Contaminados pelo espírito do mundo

- Por isso são contaminados pelo espírito do mundo,

aceitam o seu modo de vida,

partilham dos seus valores,

participam nas suas manifestações profanas,

deixam-se condicionar pelos seus meios de propaganda,

ficando, por fim,

revestidos da sua própria mentalidade.

- Acabam por viver como ministros do mundo,

segundo o seu espírito,

o qual justificam e difundem,

dando escândalo no meio de muitos fiéis.

- Daqui surge a difundida rebelião contra

as normas canônicas que regulam a vida dos Sacerdotes e

a recorrente contestação contra a obrigação do Sagrado Celibato,

querido por Jesus por meio da Sua Igreja,

e que vos foi reafirmado novamente com firmeza pelo Papa, nestes dias.

É Indisciplina o descuido das normas estabelecidas pela Igreja para regular a vida Litúrgica e Eclesiástica

- É Indisciplina a facilidade com que se descuidam das normas estabelecidas pela Igreja

para regular a vida Litúrgica e Eclesiástica.

- Hoje,

cada um tende a regular-se segundo o seu próprio gosto ou arbítrio

e com que escandalosa facilidade se violam as normas da Igreja,

reafirmadas repetidamente pelo Santo Padre,

como a obrigação dos Sacerdotes de vestirem o hábito eclesiástico.

- Infelizmente,

por vezes,

os primeiros a continuar a desobedecer a esta prescrição são precisamente os Pastores,

e é por causa do seu mau exemplo que a Indisciplina se alastra em todos os setores da Igreja.

- Esta desordem,

que se difunde na Igreja,

indica-vos com clareza que chegou,

para ela,

o momento conclusivo da sua Purificação.

Deixai-vos levar nos Meus Braços

- Que deveis vós fazer,

filhos prediletos da Mãe Celeste,

Apóstolos de luz do Meu Coração Imaculado.

- Deixai-vos levar nos Meus Braços,

como as Minhas crianças mais pequeninas,

e Eu vos tornarei perfeitamente dóceis a Vontade do Pai.

- Dareis assim,

a todos o bom exemplo de uma perfeita obediência as Leis da Igreja e

a Mãe Celeste poderá servir-Se de vós para repor a Ordem na Sua Casa,

a fim de que depois do sofrimento,

resplandeça na Igreja o Triunfo do Meu Coração Imaculado.

MSM-Movimento Sacerdotal Mariano / Padre Stefano Gobbi / 02.02.79

Clique aqui e veja também:

Confusão, primeiro sinal.

Divisão, terceiro sinal.

Perseguição, quarto sinal.

“Senhor, que vosso Amor, 

Sofrimento e Sangue derramado,

não tenha sido em vão pelas nossas almas e

pelas almas dos Vossos Sacerdotes, 

Filhos Prediletos de Nossa Senhora.”

“Senhor, sou teu servo, filho de Tua Serva.”

Nenhum comentário:

Postar um comentário