Mostrando postagens com marcador Vida. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Vida. Mostrar todas as postagens

sexta-feira, 23 de abril de 2021

Não vos deixeis seduzir

 

Não vos deixeis seduzir

- Meus filhos prediletos,

não vos deixeis Seduzir pelo mundo em que viveis.

- Seduz-vos com a Palavra.

- Hoje a palavra tornou-se, como nunca, um instrumento de verdadeira Sedução diabólica.

- Fala-se para enganar.

- Fala-se para difundir o erro.

- Fala-se para esconder a verdade.

- Assim são propostos como valores e conquistas do espírito humano aquilo que não passa de verdadeiras transgressões a Lei Natural e a Lei de Deus.

- Os erros são difundidos como novos modos de compreender a Verdade.

- Até na explicação da Palavra de Deus se difundem os mais graves erros.

- O Papa (Paulo VI) fala e já não é ouvido.

- Continua-se pelo mesmo caminho e cai-se cada vez mais na escuridão que o erro difunde por toda a parte.

- Hoje em dia, o Meu adversário vos Seduz sobretudo nas mentes.

- Respondei com a vossa humildade, com a vossa docilidade e obediência.

- Olhai só para o Meu Filho Jesus que é a Verdade.

- Seduz-vos com as Imagens.

- Jamais como nos vossos dias a Imoralidade e a Obscenidade foram tão difundidas e exaltadas.

- Em nome deste falso modo de entender o valor da liberdade, justifica-se toda a aberração moral.

- Começa-se logo com os pequeninos a trair a inocência de tantas almas.

- Desta forma, muitos acabam por ficar contagiados quase sem se darem conta.

- Respondei, olhando só para Mim.

- Então vereis o mal que vos rodeia sem olhar para ele e caminhareis olhando para o Meu Filho Jesus, que é o vosso Único Caminho.

- Seduz-vos com as Obras.

- Nunca como Nestes Tempos foram tão más as Obras do Mundo.

- O Mundo Rejeitou Deus e caminha nas trevas desta Rejeição.

- Já não se é capaz de amar,

já não se é capaz de Caminhar na Luz.

- Onde estão os que ainda conseguem viver como verdadeiros Filhos de Deus?

- Como vos Seduz, sobretudo hoje, o mundo em que viveis.

- Por isso vos peço que sigais só o Meu Filho Jesus, que é a vossa Vida.

- Ele subiu ao Céu para vos ajudar a viver aqui na terra olhando para o Paraíso.

- Ele subiu ao Céu para vos ajudar a estar no mundo sem ser do mundo.

- Nunca vos deixareis Seduzir por este mundo se seguirdes,

conduzidos pela Minha Mão em cada momento,

Jesus que é a vossa Verdade, Caminho e Vida.

MSM-Movimento Sacerdotal Mariano / Padre Stefano Gobbi / 23.04.77

Clique aqui e veja também:

Ato de Consagração ao Imaculado Coração de Maria

Meu Coração será o teu Refúgio

O vosso equilíbrio interior

No Templo do Meu Coração Imaculado

Não vos deixeis iludir

“Senhor, que vosso Amor, Sofrimento, Sangue derramado e Morte na Cruz,

não tenha sido em vão pelas nossas almas e

pelas almas dos Vossos Sacerdotes, Filhos Prediletos de Nossa Senhora.”

“Senhor, sou teu servo, filho de Tua Serva.”

domingo, 6 de agosto de 2017

Oremos pelos Cristãos perseguidos


- Além da informação real e imediata da situação nesses locais de conflito e guerra, bem como toda a ação e reação às necessidades do povo por meio de centenar de projetos, a ACN, com o apoio da CNBB, convida você e sua comunidade a rezar! 
- Frei Hans, presidente da ACN Brasil, escreveu uma nova carta aos párocos do Brasil pedindo comunhão à causa.
- Neste 6 de Agosto, domingo da transfiguração de Nosso Senhor Jesus Cristo, convidamos a participação das paróquias (sugerimos como intenção na Oração dos Fiéis); aos grupos, pastorais e famílias sugerimos a oração do Terço, um momento de Adoração, ou mesmo a oração pessoal, nas intenções de toda pessoa que sofre por viver sua fé.

http://www.acn.org.br/6deagosto

sexta-feira, 21 de julho de 2017

Recipiente vazio


"Quero que sejas como um recipiente vazio que Eu Me encarregarei de encher.
Deixa Teu criador encarregar-se da sua criatura.
Quanto a ti, não guardes medida."
Jesus a Santa Josefa

sábado, 29 de abril de 2017

Jesus as Almas Consagradas


Apelo de Jesus as Almas consagradas
- Quero dirigir-Me agora as minhas Almas consagradas, a fim de que possam dar-Me a conhecer aos pecadores e ao mundo inteiro.
- Dirijo-me também as Almas comuns.
- Muitas dessas almas ainda não sabem aprofundar os Meus sentimentos.
- Tratam-Me como alguém de quem vivem afastadas, como alguém que conhecem pouco e em quem não depositam bastante confiança.
- Quero que reanime a sua fé e o seu amor, e vivam de confiança e de intimidade com Aquele a quem amam e que as ama.

- Numa família, em geral é o filho mais velho quem melhor conhece os sentimentos e os segredos de seu pai. É nele, com efeito, que o pai confia mais completamente, visto como os mais novos ainda não são capazes de se interessar pelos negócios sérios, nem ver mais do que a superfície das coisas. Por isso é ao mais velho que compete transmitir aos seus irmãos mais novos os desejos e as vontades do pai, quando este vem a morrer.

- Na Minha Igreja, Eu tenho filhos mais velhos: são almas que escolhi para Mim. Consagradas pelo Sacerdócio ou pelos Votos religiosos, são elas que vivem mais perto de Mim, que participam das Minhas graças de eleição e a quem Eu confio os Meus segredos, Meus desejos e Meus sofrimentos, também! São elas que Eu encarrego, por meio do Santo Ministério, de velar pelos meus filhinhos, seus irmãos, e, direta ou indiretamente, de os instruir, de os guiar e de lhes transmitir os Meus desejos.

- Se estas almas escolhidas Me conhecem bem, facilmente poderão tornar-Me conhecido, e se Me amam me farão amar.
- Mas, que hão elas de ensinar aos outros, se pouco Me conhecem?
- Pode amar-se muito Aquele que se conhece mal?
- Falar com verdadeira intimidade Aquele de quem vivemos afastados?
- Que temos pouca confiança?

- Eis precisamente o que quero recordar as Minhas Almas de eleição.
- Não lhes digo nada de novo, mas tem ela necessidade de reanimar a sua fé, o seu amor e a sua confiança.
- Quero que elas me tratem com maior intimidade, que Me procurem dentro de si mesmas, pois sabem que a alma em estado de graça é morada do Espírito Santo. E, ali devem ver-Me tal como sou, isto é, como Deus de amor.
- Tenham mais amor que temor, creiam que Eu as amo e nunca o esqueçam. Muitas com efeito, sabem perfeitamente que Eu as escolhi porque as amei. Mas quando as suas misérias, talvez mesmo as suas faltas, as confundem, então a tristeza as invade, porque pensam que o Meu Amor já não é o mesmo que foi antes.

- Essas almas não Me conhecem.
- Essas almas não compreendem o que o Meu Coração Divino é.
- São precisamente as suas misérias e as suas faltas que inclinam a Minha Bondade para elas.
- E, quando, reconhecendo a sua impotência e a sua fraqueza, se humilham e vem a Mim com toda a confiança, é então que Me glorificam muito mais do que antes de haverem caído.
- O mesmo acontece quando oram por si mesmas ou pelos outros:
- Se hesitam e duvidam de Mim, não honram o Meu Coração; mas quando esperam com certeza o que Me pedem, sabendo que não lhes posso recusar senão o que não convém ao bem estar de sua alma, então glorificam ao Meu coração.
- Quando o Centurião veio suplicar-Me a cura de seu servo, disse-Me com profunda humildade:
  • “Não sou digno de que entreis na minha morada...”
- Mas cheio de fé e de confiança, acrescentou:
  • “Todavia, Senhor, dizei uma só palavra e o meu servo será curado.”
- Este homem conhecia Meu coração.
- Sabia que não posso resistir a suplica duma alma que espera tudo de Mim.
- Este homem deu-Me grande glória, porque a humilhação juntou firme e inteira confiança.
- Sim, este homem conhecia Meu Coração.
- E, no entanto, Eu não Me tinha manifestado a ele como Me manifesto as minhas almas escolhidas.
- Pela confiança é que alcançarão copiosíssimas graças, não somente para si mesmas mas também para os outros.
- É o que Eu quero que compreendam a fundo, porque desejo que revelem o Meu Coração as pobres almas que não Me conhecem.

- Torno a repetir: o que estou dizendo agora nada é de novo. Mas assim como a chama tem necessidade de alimento para não se apagar, também as almas precisam de novo impulso que as mova a avançar e de novo calor que as reanime.

- Entre as almas que Me são consagradas, poucas são as que tem em Mim confiança verdadeira, porque poucas vivem em união intima comigo.
- Quero que saibam que amo as almas tais quais são.
- Sei que sua fragilidade as levará a cair mais de uma vez.
- Sei que em muitas ocasiões não cumprirão o que Me prometem.
- Mas a sua determinação Me glorifica, o ato de humildade que fizeram depois da queda, a confiança que em Mim depositam Me honram tanto que Meu coração derrama sobre elas torrentes de graças.

- Quero que todas as almas saibam quanto desejo, se reanimem e renovem nesta vida de união e intimidade.
- Não devem contentar-se com falar-Me só quando estão ao pé do Tabernáculo. Estou lá, é certo, mas também vivo nelas e apraz-Me viver em união com elas.
- É preciso que Me falem de tudo! Consultem-Me em tudo! Tudo Me peçam!
- Vivo nas almas para ser a sua vida, moro nas almas para ser sua força.
- Sim, repito, não esqueçam que Me agrada ficar unido a elas, lembrem-se que estou nelas. Ali as vejo, as ouço, as amo. Ali espero que correspondam ao Amor que lhes tenho.

- Há muitas almas que, todas as manhãs, fazem oração. Mas esta é mais uma fórmula do que uma entrevista de amor... Ouvem ou celebram Missa e recebem-Me na comunhão; mas saídas do Lugar Santo, não se deixam elas absorver pelas suas ocupações, a tal ponto que mal pensam em Me dirigir uma palavra no resto do dia?

- Estou nessa alma como num deserto, ela nada Me diz, nada Me pede... E quando tem necessidade de consolação, o mais das vezes vai pedi-la a uma criatura que tem de ir procurar, e não a Mim, Seu Criador, que estou e vivo nela!
- Não é isto falta de união, falta de vida interior ou, o que dá no mesmo, falta de amor?

- Quero também repetir as almas que Me estão consagradas, como Eu as escolhi de modo especial para que, vivendo em intima união comigo, Me consolem e ofereçam reparações por todos aqueles que Me ofendem.
- Quero recordar-lhes que devem estudar o Meu Coração, a fim de partilharem os seus sentimentos e realizarem os seus desejos, tanto quanto lhes for possível.

- Quando um homem trabalha no campo que lhe pertence, aplica-se a arrancar todas as ervas daninhas e não se poupa nem a trabalhos, nem a fadigas, até que consiga. Assim Eu quero que as minhas almas escolhidas, desde que conheçam os Meus desejos, trabalhem com zelo e ardor no seu cumprimento, não recuem diante de nenhum esforço, de nenhum sofrimento, para aumentar a Minha Glória e reparar as ofensas do mundo.

- Chamo-as todas: Meus Padres, Minhas Religiosas, Meus Religiosos, a viverem em intima união comigo.
- A estas almas pertence conhecer os Meus desejos e participar das Minhas alegrias e das Minhas tristezas.
  • A elas, cumpre trabalhar pelos Meus interesses, sem se pouparem a esforços nem a sofrimentos.
  • A elas, compete reparar, com as suas orações, trabalhos e penitências, as ofensas de tantas e tantas almas!
- Devem, sobretudo redobrar sua união comigo e fazer-Me companhia... e não Me deixar só! Ah! Muitas não compreendem isto e esquecem-se de que lhes compete fazer-Me companhia e consolar-Me!
- Devem, enfim, formar uma liga de Amor e, unindo-se todas no Meu Coração, implorar para as almas o conhecimento da Verdade, a luz e o perdão.
- E quando, cheias de dor, a vista das ofensas que recebo de todos os lados, elas, as minhas almas escolhidas, se oferecem para reparar e para trabalhar na Minha Obra, é necessário que todas elas tenham inteira confiança, porque Eu não poderei resistir as suas suplicas e as despacharei da maneira mais favorável.
- Apliquem-se, pois, todas a estudar o Meu Coração e aprofundar os Meus sentimentos. Esforcem-se por viver unidas comigo, por Me falar, e por Me consultar.

- Sejam as suas ações revestidas dos Meus Méritos e cobertas do Meu Sangue.
- Consagrem a sua vida a Salvação das almas e ao aumento da Minha Glória.
- Não se diminuam, considerando a si mesmas. Mas dilatem o coração, vendo-se revestidas do poder do Meu Sangue e dos Meus Méritos.
- Porque, se trabalharem sozinhas, nunca poderão fazer grande coisa.
Mas, se trabalharem Comigo, em Meu Nome e para Minha Glória, então serão poderosas.
- Reanimem as minhas almas consagradas o seu desejo de reparar, e peçam confiadamente que se erga sobre o mundo o Dia do Divino Rei, isto é, o Dia do Meu Reino Universal!
  • Não temam, esperem em Mim, confiem em Mim.
  • Devore-as o zelo e a caridade pelos pecadores!
  • Tenham compaixão deles, orem por eles e tratem-nos com mansidão!
- Narrem ao mundo inteiro a Minha Bondade, o Meu Amor e a Minha Misericórdia!
- Em seus trabalhos apostólicos, armem-se de oração, de penitência e sobretudo de confiança, não em seus próprios esforços, mas no Poder, na Bondade do Meu Coração que os acompanha!
  • “Em Vosso Nome, Senhor, farei isto e sei que serei poderoso”.
- Esta foi a oração dos meus Apóstolos, homens pobres e ignorantes, mas ricos e sábios de Riqueza e Sabedoria Divinas!
- Peço três coisas as minhas almas consagradas:
  • Reparação: quer dizer, vida de união com o Reparador Divino: Trabalhar por Ele, com Ele, nEle, em espírito de reparação, em estreita união com os Seus sentimentos e com os Seus Desejos.
  • Amor: quer dizer, intimidade com Aquele que É todo Amor e que se põe ao nível das suas criaturas para lhes pedir que não O deixem só e que Lhe deem amor.
  • Confiança: isto é, segurança
    • Naquele que é Bondade e Misericórdia,
    • Naquele com quem vivo dia e noite... que Me conhece e que eu conheço... que me ama e que eu amo,
    • Naquele que, chama de maneira especial suas almas escolhidas, a fim de que, vivendo com Ele e conhecendo Seu Coração, tudo esperem Dele.
- Josefa, por que Me amas?
- Senhor, porque sois Bom.
- Sim, bem dizes: Sou Bom!
- Para compreende-lo só falta uma coisa as almas: união e vida interior.
- Se minhas almas escolhidas vivessem mais unidas a Mim, haveriam de Me conhecer melhor.
- Senhor, -responde Josefa ingenuamente- é difícil... porque as vezes elas tem tanto que fazer para Vós!
- Sim, bem sei, e é por isso que, quando se afastam, procuro-as para as aproximar de Mim.
- Eis nosso trabalho do alto do céu:
  • Ensinar as almas a viverem unidas a Mim, não como se Eu estivesse longe delas, mas nelas, pois pela graça vivo dentro delas e durante o tempo da comunhão, minha Santa Humanidade, por assim dizer, nelas se encarna.
- Se as minhas Almas escolhidas assim vivessem unidas a Mim e Me conhecessem em verdade, que bem não poderiam fazer a tantas pobres almas que vivem longe de Mim e não Me conhecem.
- Quando as minhas Almas escolhidas se unirem estreitamente ao Meu Coração, compreenderão os Meus Sentimentos. Então, Me consolarão, repararão e, cheias de confiança em Minha Bondade, pedirão perdão e obterão graça para o mundo!

“Apelo ao Amor” A mensagem do Coração de Jesus ao Mundo e Sua Mensageira Irmã Josefa Menéndez da Sociedade do Sagrado Coração. 01 a 09.dezembro.1923

sábado, 22 de março de 2014

Maria, fazer tudo em Maria

Práticas particulares e interiores
para os que desejam vir a ser perfeitos
§257. As práticas exteriores desta Devoção, que acabo de referir, não devem omitir-se por negligência ou desprezo, na proporção em que o estado e a condição de cada um o permitem. Mas além destas práticas exteriores há ainda práticas interiores, muito santificantes para aqueles que o Espírito Santo chama a uma alta perfeição. Consistem, numa palavra, em
fazer todas as ações por Maria, com Maria, em Maria e para Maria, a fim de mais perfeitamente as fazer por Jesus Cristo, com Jesus Cristo, em Jesus e para Jesus.

Fazer tudo em Maria
§261. É necessário fazer todas as ações em Maria.
- Para bem compreender esta prática, é preciso saber que a Santíssima Virgem é o verdadeiro Paraíso Terrestre do Novo Adão, e que o antigo paraíso não era mais que a sua imagem. Pois há neste Paraíso Terrestre riquezas, belezas, raridades e doçuras inexplicáveis, que o Novo Adão, Jesus Cristo, aí deixou. Neste paraíso Ele achou as suas delícias durante nove meses, operou as suas maravilhas e ostentou as suas riquezas com a magnificência de um Deus. Este Lugar Santo não é composto senão de uma terra virgem e imaculada, da qual foi formado e se alimentou o Novo Adão, sem qualquer nódoa ou mancha, pela operação do Espírito Santo que aí habita.
- É neste Paraíso Terrestre que está verdadeiramente a árvore da vida, que produziu Jesus Cristo, o fruto da vida; a árvore da ciência do bem e do mal, que deu a luz ao mundo. Há neste lugar divino árvores plantadas pela mão de Deus e regadas com a sua unção divina, que produziram e produzem ainda, cada dia, frutos de um sabor divino. Há canteiros esmaltados de belas e variadas flores de virtudes, exalando aroma que perfuma os próprios anjos. Há nele prados verdes de esperança, torres inexpugnáveis de força, casas encantadoras de confiança etc.
- A não ser o Espírito Santo, não há quem possa dar a conhecer a verdade escondida sob estas imagens de coisas materiais.
  • Respira-se neste lugar o ar puro e incontaminado de pureza;
  • nele brilha o dia belo e sem mancha da santa humanidade;
  • irradia o Sol jucundo e sem sombras da Divindade;
  • arde a fornalha ardente e contínua da Caridade, em que todo ferro que é lançado abrasa-se, transformando-se em ouro;
  • nele há um rio de humildade, que brota da Terra, e, dividindo-se em quatro braços, banha este lugar encantado: são as quatro virtudes cardeais (Gn 2, 8-10; § 6).

§262. O Espírito Santo, pela boca dos Santos Padres, também chama a Santíssima Virgem de:
1º. A Porta Oriental, por onde o grande sacerdote Jesus Cristo entra e sai do mundo (Ez 44, 2-3): Por Ela entrou a primeira vez, por Ela virá a segunda vez;
2º. O Santuário da Divindade, o Repouso da Trindade Santíssima, o Trono de Deus, a Cidade de Deus, o Altar de Deus, o Templo de Deus, o Mundo de Deus. Todos estes diferentes epítetos e louvores são muito verdadeiros, atendendo às diversas maravilhas e graças que o Altíssimo operou em Maria.
Oh! Que riquezas! Oh! Que glória! Oh! Que prazer! Oh! Que felicidade poder entrar e permanecer em Maria, onde o Altíssimo colocou o Trono da sua Glória Suprema!

§263. Mas como é difícil a pecadores como nós obter permissão e ter capacidade e luz para entrar neste lugar. Pois é tão alto e tão santo que é guardado, não por um querubim, como o antigo Paraíso Terrestre (Gn 3, 24), mas pelo próprio Espírito Santo, que se tornou seu Senhor absoluto.
- Por isso Ele diz a respeito de Maria: “Tu és um jardim fechado, ó minha irmã e esposa, tu és um jardim fechado e uma fonte selada” (Ct 4, 12). Maria está fechada e selada. Os miseráveis filhos de Adão e Eva, expulsos do Paraíso Terrestre, não podem entrar neste, senão por uma graça particular do Espírito Santo, graça que devem merecer.

§264. Quando, pela fidelidade, se obteve esta insigne graça, é preciso permanecer no interior de Maria, todo cheio de beleza.
- É preciso ficar lá com complacência, descansar em paz, apoiar-se confiadamente, esconder-se com segurança e perder-se sem reservas.
- O resultado será que, neste seio virginal:
1º. A alma será nutrida pelo leite da sua graça e da sua misericórdia maternal;
2º. Será libertada das suas perturbações, temores e escrúpulos;
3º. Estará em segurança contra todos os seus inimigos: o demônio, o mundo e o pecado, que n'Ela jamais entraram.
- Por isso Maria diz: “Os que em mim operam, não pecarão” (Eclo 24, 30). - Isto é, os que em espírito permanecem na Santíssima Virgem não cometerão pecados consideráveis;
4º. Será formada em Jesus Cristo e Jesus Cristo nela, Pois o seio de Maria é, como dizem os Santos Padres, a Sala dos Sacramentos Divinos (§ 248), onde Jesus Cristo e todos os eleitos foram formados: “Um homem e um homem nasceu d'Ela” (Sl 86, 5; n. 32).

Fazer tudo para Maria
§265. Devemos, finalmente, fazer todas as ações para Maria.
- Pois, visto que nos entregamos totalmente ao seu serviço, é justo que façamos tudo por Ela, como um criado, um servo, um escravo. Não que a tomemos como fim último dos nossos serviços, pois só Jesus Cristo o é.
- Mas tomamo-la como fim próximo, como meio misterioso e fácil para ir a Ele. Como bons servos e escravos, não devemos ficar ociosos, mas é preciso que, apoiados na sua proteção, empreendamos e realizemos grandes coisas para esta augusta Soberana.
- É preciso defender os Seus privilégios, quando lhos disputam, e sustentar a sua glória, quando a atacam. É preciso atrair todo o mundo, se for possível, ao seu serviço, e a esta Verdadeira e Sólida Devoção. É preciso falar e clamar contra os que abusam da sua Devoção para ultrajar seu Filho, e, ao mesmo tempo, estabelecer esta Verdadeira Devoção. É preciso pretender apenas, como recompensa destes pequenos serviços, a honra de pertencer a tão amável Princesa, a felicidade de sermos por Ela unidos a Jesus, seu Filho, com um laço indissolúvel, no tempo e na eternidade.
GLÓRIA A JESUS EM MARIA!
GLÓRIA A MARIA EM JESUS!
GLÓRIA A DEUS SÓ!
Tratado da Verdadeira Devoção a Santíssima Virgem Maria /  São Luis Maria Grignion de Monfort

quarta-feira, 27 de novembro de 2013

Maduros na fé


Os 30 'quês' de uma pessoa madura na fé
- Renovados que estamos e ao voltarmos para casa, para os ambientes em que vivemos apliquemos em nossos relacionamentos o que aprendemos e renovamos.
- Estamos num mundo completamente pluralista, por isso precisamos nos tornar verdadeiros especialistas em matéria de fé e conversão. Se não for dessa forma, os cristãos “mais ou menos” não vão resistir; daí a necessidade de um amadurecimento real e concreto na fé.

- O Projeto Nacional de Evangelização diz que é preciso ter e levar os outros ao encontro pessoal com Jesus, pois só assim vamos nos tornando maduros na fé, que nada mais é do que sermos crianças nas mãos de Deus.

- Livres da maturidade somente humana que questiona tudo, vamos a caminho de sermos verdadeiros cristãos com coluna vertebral.

- Textos-base para um aprofundamento e um exame de consciência a respeito da nossa fé:
1 Cor 3, 1-9; Heb 5, 12-14; Ef 4, 11-15.

A pessoa que tem uma fé vivida de forma madura com Deus é uma pessoa:
01 – Que escolhe inteiramente por Deus.
02 – Que sabe discernir a Vontade de Deus.
03 – Que faz a Vontade de Deus até o fim.
04 – Que vive o Evangelho sem questionamentos.
05 – Que é livre em Deus.
06 – Que sabe obedecer.
07 – Que sabe reconhecer os sinais do tempo.
08 – Que vive uma individualidade e não um individualismo.
09 – Que é capaz de viver a alteridade.
10 – Que vive uma fé com obras.

A pessoa que tem uma fé vivida de forma madura com o próximo é uma pessoa:
01 – Que pergunta, sem duvidar do próximo.
02 – Que vive a fé com o próximo.
03 – Que consegue se adaptar com o diferente.
04 – Que se alegra com o crescimento do próximo.
05 – Que reconhece o outro por também ser um filho de Deus.
06 – Que sabe o seu papel na sociedade.
07 – Que contagia o próximo com a santidade.
08 – Que tem como única competição amar mais o próximo.
09 – Que ama com caridade.
10 – Que é original na fé e na opinião.

A pessoa que tem uma fé vivida de forma madura consigo mesma é uma pessoa:
01 – Que tem autonomia na fé.
02 – Que é perseverante, mesmo no sofrimento.
03 – Que se engaja e se compromete.
04 – Que é especialista no que faz.
05 – Que é como pára-raios na intercessão.
06 – Que conhece a própria verdade.
07 – Que assume as experiências vividas.
08 – Que sabe receber elogios e também as críticas.
09 – Que sabe falar, mas também escutar.
10 – Que se deixa trabalhar no temperamento pelo Espírito de Deus.
 Padre Anderson Marçal

sábado, 16 de novembro de 2013

Reescrever minha história


O sonho de Deus
- Desde o começo, Deus tinha um sonho.
- Seu sonho era restaurar o homem à plena comunhão com Ele, o seu Criador.
- Jesus foi a resposta a esse sonho.
- Todos os homens piedosos que, ao longo dos séculos, escreveram a Bíblia, registraram vislumbres desse sonho, incluindo-os em seus escritos.
- Por isso, em toda a Bíblia –desde a criação até o nascimento de Jesus- podemos ver os autores bíblicos se referindo a esse sonho messiânico.

Jesus, então, é o tema central da Bíblia.
  • Abraão viu seu reflexo em Melquizedeque, Rei de Salém, ou Rei da Paz.
  • Jacó o chamou de Silo, o enviado.
  • Para Moisés Ele foi o Cordeiro da Páscoa, Aquele que seria levantado.
  • Para Josué Ele foi o Capitão da nossa Salvação.
  • Rute O viu como o Parente Resgatador.
  • Samuel O retratou como Nosso Rei.
  • Davi O chamou de Leão de Judá e Bom Pastor.
  • Para Salomão Ele é o Amado.
  • Esdras e Neemias O viram como o Restaurador.
  • Para Ester Ele é o nosso Advogado.
  • disse que Ele era o seu Redentor.
  • Isaías O descreveu como o Servo Sofredor.
  • Jeremias O viu como O Grande Oleiro.
  • Ezequiel O chamou de Filho do Homem.
  • Daniel O chamou de Príncipe e Pedra.
  • Oséias O comparou a um marido restaurando Sua esposa caída.
  • Para Joel Ele era o Restaurador.
  • Amós O viu como o Lavrador Celestial.
  • Para Abadias Ele era o Salvador.
  • Jonas O retratou como a Ressurreição e a vida.
  • Miquéias O chamou de Testemunha.
  • Para Naum Ele era Fortaleza no dia da angústia.
  • Habacuc O chamou de Deus da Minha Salvação.
  • Para Sofonias Ele era o Senhor Zeloso.
  • Ageu disse que Ele era o Desejado das nações.
  • Zacarias O denominou Renovo de Justiça.
  • Malaquias O chamou de Sol de Justiça.
  • João Batista, por fim, proclamou:
“Eis o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo”.

- Estes acontecimentos foram refletidos e aprofundados.
- Os pais contavam a seus filhos, de geração a geração.
- Aos poucos, começaram a escrever; a Bíblia começou a ser formada.
- Aos poucos estes escritos foram colecionados; assim, hoje, temos um livro que nos conta a descoberta de Deus pelo povo da Bíblia.

- Temos na Bíblia a revelação de Deus. Deus nos fala por meio dela.
- A Bíblia ilumina os acontecimentos de hoje e nos ajuda a interpretá-los.
- A Bíblia foi escrita por muitas pessoas diferentes e há muito tempo, mas ela é sempre a Boa Nova, sempre o livro atual, seja no passado, presente ou futuro.

- Tudo o que se passou conosco está escrito em nosso livro de vida. Não podemos apagar nada. Talvez, até aqui não tenhamos escrito nada valoroso, apenas alguns rabiscos, mas nada profundo.
- Precisamos assumir: temos sido maus escritores e é necessário reescrever nossa história sem receio de assinar embaixo.
- Perdoar-nos por ter escrito a história da nossa própria vida de forma errada.

- A Bíblia nos ensina a reescrever nossa história, pois no tempo de nossa ignorância de conhecimento de Deus ficamos dispersos e fomos levados pelos “...joguetes das ondas, agitados por todo vento de doutrina, presos pela artimanha dos homens e da sua astúcia que nos induz ao erro.
MAS, seguindo a verdade em amor, cresceremos em tudo em direção àquele que é a cabeça, Cristo”.(Efésios 4,14s)

Colocando em prática
- É realmente surpreendente, até mesmo misterioso, considerar que o Deus transcendente do céu e da terra queira comunicar-se comigo, um minúsculo grão de areia neste imenso universo.
- Por mais incrível que pareça, é verdade.
- Deus quer falar conosco, especialmente através de Sua Palavra.
- Ele não grita, nem nos força a parar em nossa vida cheia de pressa.
- Ele apenas nos convida a reescrever nossa história n’Ele e com Ele:
“Levá-lo-ei ao deserto e falarei ao seu coração” (Oséias 2,16)

A Liturgia Diária é o ‘caminho ao deserto’; além dela poderá também exercitar-se nesta Palavra durante 7-dias:
  • 1º dia- Isaias 55, 1-3.10.11 A Palavra que sair de minha boca não voltará a mim sem fazer seu efeito.
  • 2º dia- Jeremias 7, 1-15-Enquanto Eu vos falava...vós não me escutastes.
  • 3º dia- Jeremias 23, 16-29 Não é Minha Palavra como fogo e como martelo?
  • 4º dia- Oséias 6, 1-6 Palavra punidora de Deus que quer amor e não sacrifícios.
  • 5º dia- Sabedoria 18, 14-16 Do alto do céu, a Vossa Palavra onipotente.
  • 6º dia- Salmo 8 Senhor, nosso soberano, quão admirável o Vosso Nome.
  • 7º dia- Salmo 19 Narram os céus a glória de Deus.

Cerco de Jericó, Intenção.


Nossa Intenção: Pela saúde de ...........
- Quando Jesus viveu sobre a terra, curou muitos doentes.
- Vinham a Ele, e, na sua bondade e poder infinitos, sarava-os.
- Fez milagres em favor de muitos e prometeu que seus discípulos os fariam; mas não prometeu que os hospitais se despovoariam, e que não haveria mais doenças.
- Não iria impedir o curso da vida, traçado pela liberdade do homem desde a sua criação.
- Mas poria a paz à disposição de quem a quisesse procurar, a paz, condição de sanidade interior e o melhor dos dons.
“Vinde a mim todos os que trabalhais e vos achais carregados, e eu vos aliviarei.
Tomai sobre vós o meu jugo, e aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração, e achareis descanso para as vossas almas.
Porque o meu jugo é suave, e o meu peso, leve” Mt 11, 28-29

Examinando as curas operadas por Jesus, vemos nelas um propósito:
* Primeiramente, Ele as faz porque quer: está nas suas mãos fazê-las:
“Quero, sê curado” Mt8, 3; Mc1, 41
* Cura para provar a sua autoridade, o seu poder, manifestar as obras de Deus e dar-lhe Glória: Mt 9, 6; 14, 36; 15, 31; Mc 1, 31; 2, 10; Jo 9, 3
* Também para melhor capacitar ao serviço, como se deu com a sogra de Pedro:
“..e ela levantou-se e pôs-se a servi-los” Mt 8, 15; Mc 1,31
* E para se afirmar, como Deus que é, Senhor da Lei, pois “o Filho do homem é Senhor também do sábado”Lc 6, 59; 13, 15 ; Mt 12,10; Mc 3,4
* Finalmente, para enaltecer a fé e salientar o seu valor.

- O poder de Deus não diminuiu e ele continua operando milagres de cura física, quando lhe apraz, e quando isso coincide com o maior bem do homem e os seus desígnios de amor sobre ele.
- Atende às súplicas dos fiéis, tantas vezes pela intercessão dos seus santos, e, sobretudo, por Maria que nos santuários de Lourdes, Guadalupe, Fátima e outros, continua a obter de Deus comprovados milagres de cura.
- Mas é-nos difícil entender por que Deus não atende a todas as súplicas, quando pedimos com fé e confiança.
- É que o caminho de Deus não são os nossos caminhos, nem os nossos pensamentos são os seus Isaias 65,8-9.
“Todas as obras do Senhor são boas e cada uma delas,
chegada a sua hora, fará o seu serviço.
Não se pode dizer: isto é pior do que aquilo;
porque todas as coisas serão achadas boas a seu tempo.
E agora, de todo o coração e com a boca,
louvai todos juntos e bendizei o nome do Senhor” Eclo 30,39-41

O que Ele dá é sempre o melhor para nós:
- É principalmente na cura interior – a cura da mente e do coração – que vemos a ação do Espírito mais frequentemente, em toda a sua eficácia, pois “a saúde da alma, que consiste na santidade da justiça, vale mais do que todo o ouro e prata” Eclo 30,15
- Ele dá a paz, a alegria, o perdão e a força de perdoar, de vencer obstáculos, de aceitar as circunstâncias da vida com as cruzes que lhe são próprias, vindas do nosso temperamento, ou de fatores alheios à nossa pessoa.
- Sobretudo, ele nos ajuda a repudiar o pecado, o maior dos males.
- E assim ele saneia, limpa; e esse saneamento é muitas vezes o único necessário para uma cura total.

Como obter essa cura interior?
* Pedindo-a, abrindo o coração à ação do Espírito Santo, fogo que purifica, água viva que lava e fertiliza.
* Pedindo com simplicidade e a confiança das crianças, e isso pelos meios fortes que a fé põe à nossa disposição.

- Queremos ver, nestes dias de benção, quais as áreas do nosso mundo interior que necessitam de cura ou libertação, para que ela se realize.
- É o que estamos pedindo por este Cerco de Jericó de preparação amorosa a uma nova efusão do Espírito na vida de:
.,...................................
“Quão grande é Deus!
É o nosso Deus, eternamente e para sempre: Ele nos guiará” Salmo 47,15


Cerco de Jericó em favor da saúde de ..................
Inicio:      01 de novembro de 2013 as 00:00 horas
Término: 08 de novembro de 2013 as 00:00 horas
Hora
Nome
Hora
Nome
0h

12h

0h30

12h30m

1h

13h

1h30m

13h30m

2h

14h

2h30m

14h30m

3h

15h

3h30m

15h30m

4h

16h

4h30m

16h30m

5h

17h

5h30m

17h30m

6h

18h

6h30m

18h30m

7h

19h

7h30m

19h30m

8h

20h

8h30m

20h30m

9h

21h

9h30m

21h30m

10h

22h

10h30m

22h30m

11h

23h

11h30m

23h30m