quarta-feira, 2 de dezembro de 2020

Vejo a vossa pequenez

 

Vejo a vossa pequenez

- Filhos prediletos, contemplai-Me no mistério da Apresentação do Menino Jesus no Templo.

- Quero revelar-vos hoje os sentimentos que enchiam o Meu Coração quando depus nos braços do Sacerdote o Meu Menino, quarenta dias depois do Seu Nascimento.

- O Meu Coração ardia de gratidão para com o Senhor, que realizara finalmente o desígnio de salvação que tinha para o seu povo.

- Há quantos séculos se esperava por este momento.

- Com a Minha alma, via o rosto do Pai inclinar-Se com complacência, enquanto o Espírito Santo descia sobre alguns dos presentes, revelando as suas mentes o desígnio secreto do Senhor.

- O Meu Coração estremecia de amor inefável e materno, ao contemplar toda a Divindade encerrada nos membros tão pequeninos do Meu Menino de apenas quarenta dias.

- O Meu Coração exultava de alegria quando o Senhor entrou no Templo e Eu percebia que os imensos Exércitos dos Anjos e de todos os Espíritos Celestes O acompanhavam, enquanto era conduzido para tomar posse da Sua morada.

- O Meu Coração era também ferido pela dor, ao ouvir a voz profética do velho Simeão que Me anunciava que a Minha missão materna era também um chamamento a um profundo sofrimento, a uma íntima participação pessoal na dolorosa missão do Meu Filho Jesus.

- É com estes mesmos sentimentos que vos conduzo, filhos prediletos, cada dia, ao altar do Senhor, para vos ajudar a cumprir bem a Sua Vontade Divina.

“Não Te agradaram sacrifícios nem oferendas;

Então preparaste-Me um corpo:

Eis que venho, ó Deus para fazer a Tua Vontade.”

- Estou cheia de gratidão para com o Meu Filho Jesus porque, através de vós que Me respondestes, posso realizar hoje o Meu desígnio materno de preparar o Maior Triunfo do Seu Amor Misericordioso.

- Sinto o Meu Coração cheio de amor por vós, que vos oferecestes a Mim como crianças, por meio da vossa Consagração.

- Vejo a vossa pequenez, olho para a vossa fraqueza e fragilidade, para as inúmeras insídias que o Meu adversário vos arma.

- Vejo-vos tão pequeninos, que nem sequer conseguis dar um passo sem Minha ajuda materna.

- Por isso, Me inclino para vós com renovada ternura de Mãe.

- Estou também contente pela generosidade com que Me respondestes.

- Dissestes “sim” ao Meu pedido de Consagração; 

oferecestes-Me toda a vossa vida, para que Eu pudesse intervir e a orientasse livremente, segundo o Meu desígnio, que é a Vontade do Senhor.

- Enfim, sofro também porque, tal como para Jesus, também para vós a missão que vos espera é a do sofrimento que Eu posso oferecer ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo uma grande força de Suplica e de Reparação, a fim de que em breve se possa abrir a Porta de Ouro da Divina Misericórdia e se possa realizar o maior milagre da completa transformação do Mundo.

- Por isso, filhos prediletos, sobre o Meu Coração agradecido, contente e ao mesmo tempo doloroso, vos levo cada dia ao templo do Senhor e vos deponho sobre o altar, para que possais ser oferecidos para o cumprimento perfeito da Sua Vontade Divina.

MSM-Movimento Sacerdotal Mariano / Padre Stefano Gobbi / 02.02.85

Clique aqui e veja também:

Ato de Consagração ao Imaculado Coração de Maria

Tempo do Espírito Santo

Tudo já foi revelado

Anúncio dos três Anjos

“Senhor, que vosso Amor, Sofrimento e Sangue derramado,

não tenha sido em vão pelas nossas almas e

pelas almas dos Sacerdotes, Filhos Prediletos de Nossa Senhora.”

Nenhum comentário:

Postar um comentário