sexta-feira, 25 de setembro de 2020

Tudo já foi revelado

 


Tudo já foi revelado

- Filhos prediletos, recolhei-vos comigo na oração, nestas horas que precedem o nascimento do Meu Menino Jesus. (24.dezembro)

- Vivei no Meu Coração Imaculado os momentos da Noite Santa.

- Segui-Me pelo caminho de uma Oração Incessante, que se torne colóquio de amor, de confiança e de filial abandono ao desígnio de salvação do Senhor, Nosso Deus.

- Este abandono levava-Me a uma alegre experiência da presença do Meu Filho, que Eu notava de maneira muito forte, porque tinha chegado a hora do seu nascimento no tempo.

- O ir a Belém tornava-se, para Mim, apenas um doce e materno consentir ao seu divino desejo de começar a viver entre vós como Irmão.

- Eu falava com Ele num colóquio feito de silêncio e de escuta,

de contemplação e de amor,

de adoração e de espera.

- Deste modo, a Oração Incessante envolvia o longo percurso efetuado para chegar a gruta hospitaleira, e tornava-se ainda mais intensa, mais recolhida, até entreabrir o véu que Me impedia de entrar num êxtase profundo com o Céu, do qual saí com o Meu Divino Menino já nascido.

- Segui-Me pelo caminho de um sofrimento por Mim compreendido, acolhido e vivido, como humilde resposta a tudo aquilo que o Senhor Me pedia naqueles momentos.

- Um sofrimento interior, que Me era causado pelo desenrolar das circunstâncias, que se apresentavam como um pedido de uma materno colaboração para o seu desígnio de Amor.

- O ter de abandonar a casa de Nazaré, preparada com tanto cuidado;

o difícil caminho para Belém, no Meu estado de já completa maternidade;

a incerteza em relação ao que iriamos encontrar;

a recusa de nos hospedarem numa casa;

o miserável refúgio numa gruta gelada:

eram como muitos espinhos que transpassavam o Meu Coração de Mãe.

- Mas compreendia que este sofrimento Me era pedido pelo Pai para preparar o berço mais precioso para o Menino que estava para nascer.

- Agora peço também a vós, meus filhos prediletos, oração e sofrimento, como vossa colaboração pessoal para preparar uma digna morada para Jesus, que está para voltar na glória.

- Compreendei o significado das minhas maternas intervenções, que se tornaram hoje mais frequentes, extraordinárias e urgentes.

- Nesta Noite santa parece-vos mais clara a minha mensagem, que vos dou como Celeste Profetiza dos Últimos Tempos.

- Preparai-vos para o Segundo Natal de Jesus na Glória:

Ele está para vir reinar entre vós.

- Os caminhos pelos quais virá são os da oração e do sofrimento.

- Estes já são os tempos em que todos devem recolher-se numa Oração Contínua e confiante, tal como era a Minha, durante o longo caminho para Belém.

- O tempo dos projetos e das discussões já acabou.

- Para quem quer escutar e compreender, tudo já foi revelado.

- Os corações dos homens tornaram-se áridos pelo ódio e pelo pecado;

as nações e os povos rebelam-se contra o seu Deus e grandes trevas os envolvem;

a humanidade não quer abrir de par em par as portas a Cristo que vem.

- Abram-se, então, as pobres grutas dos vossos corações que, no meio da noite profunda, devem arder na luz duma fé inabalável, duma firme esperança e duma ardente caridade.

- Sofrei com paciência e confiança.

- Tal como aconteceu comigo, assim também para vós, os sofrimentos que o Senhor vos pede fazem parte de um seu amoroso desígnio.

- As dores devem aumentar para todos, a medida que se aproxima o seu nascimento.

- Acolhei-os tal como fez a Mãe Celeste.

- Caminhai na luz da Estrela, que vos indica que já chegou o Tempo em que se realizarão os anúncios proféticos que vos foram dados nestes anos; e vivei cada hora da vossa vida na maior confiança e na alegre espera do Glorioso retorno do meu Filho Jesus.

MSM-Movimento Sacerdotal Mariano / Padre Stéfano Gobbi / 24.12.84

Clique aqui e veja também:

Jesus abandonado

O Meu e o vosso sim

Medianeira de Graças

“Senhor, que vosso Amor, Sofrimento e Sangue derramado,

não tenha sido em vão pelas nossas almas e

pelas almas dos Vossos Sacerdotes, Filhos Prediletos de Nossa Senhora.”

Nenhum comentário:

Postar um comentário