quarta-feira, 16 de setembro de 2020

O Livro de Nossa Senhora

 


O Meu Livro

- Acolho a homenagem que vós Me destes ao subirdes aqui no Meu Santuário para agradecer a vossa Mãe Celeste pelo Livro.

- Quantas dificuldades encontrou o “Meu Livro”,

mas quanto bem já realizou em toda a parte do mundo,

agora que está traduzido em tantas línguas!

- Foi o instrumento que levou:

a voz da Mãe Celeste a alma e ao coração de tantos filhos prediletos,

a manifestação do Meu Desígnio Materno,

o convite a abrigar-vos todos no Refúgio do Meu Coração Imaculado.

- Como é que se deve ler este Livro?

- Com a simplicidade de uma criança que escuta a mãe.

- Ela não pergunta porque fala, como fala, ou aonde a conduz com as suas palavras.

- Ama-a e escuta-a, simplesmente.

- Faz tudo o que Ela diz.

- Então a criança é feliz, porque se sente guiada e iluminada pela mãe e vai crescendo assim cada dia na vida, conduzida por Ela e Formada pelas Suas Palavras.

- Assim deve acontecer convosco.

- Lede-o com simplicidade,

sem levantar tantos problemas sobre como falo,

porque falo, onde falo.

- A Mim só Me interessa que vivais aquilo que Eu vos disse.

- Então o vosso coração será aquecido pelo amor,

a vossa alma será iluminada pela Minha Luz e

Eu transformar-vos-ei interiormente para vos levar, cada dia,

a fazer o que agrada ao Coração de Jesus.

- Se vos Consagrardes a Mim,

Eu aceito-vos como sois,

com as vossas limitações,

com os vossos defeitos e pecados,

com a vossa fragilidade,

mas depois, vou vos transformando cada dia,

para vos levar a ser conforme o Desígnio confiado por Deus ao Meu Coração Imaculado.

- O que é que Eu digo neste Meu Livro?

- Traço um caminho simples e belo, mas difícil

–oh, como é difícil!-

que é preciso percorrer, se quereis viver a Consagração.

- Ensino-vos a vive-la:

Formo-vos concretamente ensinando-vos a Viver Comigo.

- Digo-vos as coisas que trago no Meu Coração,

por serem as mesmas que Jesus vos disse no Evangelho,

o qual deve ser hoje vivido com a simplicidade dos pequeninos,

com o ardor dos mártires e

com a fidelidade de corajosas testemunhas;

deve ser vivido a letra.

- Assim, chamo-vos a Oração,

a Penitência,

a Mortificação,

a Prática das Virtudes,

a Confiança,

a Esperança,

ao Exercício de uma Caridade cada vez mais perfeita.

- É isso o que quero dizer.

- Não vos detenhais, portanto, perante as predições que vos dou,

procurando fazer-vos compreender os Tempos em que viveis.

- Como Mãe, digo-vos:

os perigos que correis,

as ameaças pairam sobre vós,

tudo o que vos poderia acontecer de mal,

só porque este mal ainda pode ser evitado por vós,

os perigos podem ainda ser afugentados,

o desígnio da Justiça de Deus pode ser sempre mudado,

a qualquer momento,

pela força da vossa Oração e da vossa Penitência Reparadora.

- Portanto, não digais:

“Aquilo que nos predissestes não se verificou”

- Mas, agradecei Comigo ao Pai Celeste,

porque pela resposta de Oração e de Consagração,

pelo vosso Sofrimento,

pelo imenso Sofrimento de muitos dos Meus pobres filhos,

Ele adia o espaço da Justiça para que floresça o da Grande Misericórdia.

MSM-Movimento Sacerdotal Mariano / Padre Stéfano Gobbi / 21.01.84

Clique aqui e veja também:

Ato de Consagração ao Imaculado Coração de Maria

Desígnio do Amor Misericordioso

Sou o início dos Novos Tempos

Os Sacerdotes estão Me respondendo

(É só a Minha Ação que prepara as almas para acolherem este Meu Dom;

que dispõe para cada um o momento em que deve ser dado (O Livro Azul);

que concede uma Graça Especial para que as Minhas Palavras:

possam ser compreendidas e

possam produzir nas almas a maravilhosa realidade que elas exprimem.)

A Mensagem de Fátima se cumpre

“Vinde, Espírito Santo,

vinde por meio da poderosa intercessão

do Imaculado Coração de Maria,

vossa amadíssima esposa”

“Senhor, sou teu servo, filho de Tua Serva.”

Nenhum comentário:

Postar um comentário