quinta-feira, 6 de maio de 2021

Sou a Mãe da Consolação

 

Sou a Mãe da Consolação

Festa de Maria Santíssima, Mãe de Deus.

- Começais hoje um novo ano na Luz da Minha Divina Maternidade.

- Neste primeiro dia, a Igreja invoca-Me como Mãe e pede-Me que estenda sobre todos a Minha Materna proteção.

- Hoje uni-vos também para pedir a Deus o Dom da Paz.

- Vós a invocais através da Intercessão Daquela a quem chamais Rainha da Paz.

- A Paz é o maior Dom do Senhor, que vos foi concedido precisamente no Dia do Natal.

- O Menino Jesus,

que contemplais tão frágil no momento do Seu Nascimento em Belém,

é o Príncipe Eterno da Paz.

- O Seu Nome é Paz;

o Seu Dom é a Paz;

a Sua Missão é levar a todos a Paz:

“Glória a Deus no alto dos Céus e Paz na terra aos homens de boa vontade”,

cantavam os Anjos festivos, ao redor da manjedoura, na Noite do Seu Nascimento.

- Paz entre Deus e os Homens.

- É por causa da Paz que o Verbo do Pai:

Se encarnou no Meu Seio Virginal, nasceu em Belém e Se Imolou no Calvário.

- Paz entre os Homens, porque sois todos filhos de Deus,

verdadeiros irmãos de Jesus e irmãos entre vós.

- A Fonte da Paz entre os homens está em viver a vossa Fraternidade,

porque o Dom da Paz só se encontra no Caminho do Amor,

que se percorre através da Observância da Lei de Deus e dos Seus Mandamentos.

- Neles se ensina a Amar a Deus, a si mesmos e ao próximo;

com eles constrói-se a harmonia fundada na Justiça, na Verdade e no Amor.

- Enquanto o Deus da Paz não for acolhido e,

pelo contrário, se continuar a negá-Lo obstinadamente e a rejeitá-Lo,

não se poderão salvaguardar sequer as exigências do respeito pelos Direitos Humanos e Civis do Homem.

- Se não se observa a Lei do Senhor,

se pelo contrário está cada vez mais abertamente violada,

a Humanidade corre pelo Caminho da Desordem, da Injustiça, do Egoísmo e da Violência.

- É por isso que hoje a Humanidade está mais ameaçada do que nunca pela Guerra e pelo Sofrimento.

- Quanta dor vejo espalhada por todos os Caminhos do mundo, ao abrir-se este novo ano.

- São os Sofrimentos dos Pequeninos, a quem falta alimento e a assistência;

os dos Jovens, abandonados e desiludidos;

os dos Homens, espezinhados na sua Dignidade e tornados instrumentos de domínio e de prepotência;

o das Mulheres que choram a ruina do seu lar...

- A Humanidade está próxima do perigo de uma Nova Guerra Mundial.

- Como é grande a Minha Angustia por aquilo que vos espera,

Meus pobres filhos, tão ameaçados pela Fome, pela Guerra, pelo Ódio e pela Violência.

- Refugiai-vos hoje sob o Manto da vossa Mãe Imaculada.

- Nunca, como Nestes tempos, sinto a necessidade Materna de dar:

conforto a vossa dor,

confiança ao vosso desânimo,

esperança as vossas desilusões e

segurança nas vossas tribulações.

- Agora haveis de sentir sempre a Presença Consoladora da vossa Mãe Celeste.

- Esta Presença tornar-se-á tanto mais forte, quanto maiores forem os Sofrimentos que tiverdes de suportar, no período mais Doloroso da Grande Purificação.

- Sou a Mãe da Consolação.

- Senti o Meu Grande Conforto,

que vos dará coragem e abrigo,

sobretudo quando viverdes as Horas Sangrentas da Prova que há tanto tempo vos foi preanunciada por Mim.

- Por isso vos cubro hoje a todos com o Meu Manto,

recolho-vos no Refúgio do Meu Coração Imaculado,

animo-vos a Confiança e ao vosso filial abandono e vos abençoo.

MSM-Movimento Sacerdotal Mariano / Padre Stefano Gobbi / 01.01.1982

Clique aqui e veja também:

Ato de Consagração ao Imaculado Coração de Maria

Rainha da Paz

A Grande Misericórdia 

(Manto, Terço e Cruz / Escudo, Arma e Estandarte)

Abro-vos o Livro Selado 

Carta Encíclica Redemptoris Mater

(25.03.87 Carta Encíclica Redemptoris Mater do Sumo Pontífice João Paulo II

sobre a Bem-aventurada Virgem Maria na vida da Igreja que está a caminho)


 “Senhor, que vosso Amor, Sofrimento, 

Sangue derramado e Morte na Cruz,

não tenha sido em vão pelas nossas almas e

pelas almas dos Vossos Sacerdotes, 

Filhos Prediletos de Nossa Senhora.”

“Senhor, sou teu servo, filho de Tua Serva.”

Nenhum comentário:

Postar um comentário