quarta-feira, 21 de outubro de 2020

Jesus amou-os até o fim

 


Jesus amou-os até o fim

- Filhos prediletos, vivei comigo este dia de quinta feira santa, recolhidos no Cenáculo do Meu Coração Imaculado.

- É o dia da vossa Páscoa.

- É o dia do vosso Sacerdócio.

- Hoje o recordais, reunidos ao redor dos vossos Bispos, na concelebração da Eucaristia, durante a qual renovais as promessas que fizestes no dia da Ordenação Sacerdotal.

- São as promessas da vossa fidelidade a Cristo e a Sua Igreja.

- São as promessas da vossa disponibilidade e da vossa obediência.

- São as promessas do vosso amor total e exclusivo, que vos compromete a amar Jesus e as almas que vos foram confiadas por Ele.

- Todas elas são promessas de vida;

são compromissos de amor.

“Jesus, tendo amado os seus que estavam no mundo, amou-os até o fim” (Jo 13, 1-15)

- É assim que João, o Apóstolo predileto, introduz no seu Evangelho a narração da Instituição da Eucaristia, do Novo Sacrifício e do Novo Sacerdócio.

- Jesus amou-os até o fim.

-Amou-os até o fim, isto é, até o fim de Sua vida, porque a Última Ceia corresponde também a última noite da sua existência humana vivida entre vós:

“Desejei ardentemente comer esta minha Páscoa convosco, antes de padecer”

-Amou-os até o fim, isto é, até ao cume de toda a possibilidade de amor, porque Jesus torna hoje perpétuo o Sacrifício realizado uma só vez no Calvário pela Salvação de todos.

“Ninguém tem maior amor do que aquele que dá a vida por aqueles que ama”

-Amou-os até o fim, isto é, até a extrema exigência imposta pelo amor, que quer a presença da pessoa amada, porque na Eucaristia Jesus permanece sempre convosco, realmente presente com o Seu Corpo Glorioso e Sua Divindade, tal como está no Paraíso, ainda que oculto sob o véu das espécies Eucarísticas.

“Estou sempre convosco, até o fim dos séculos”

-Amou-os até o fim, isto é, até ao limite da vossa miséria e da vossa pobreza, porque no Sacramento da Eucaristia, Jesus, faz-Se uma só coisa convosco, torna-Se carne da vossa própria carne, Sangue do vosso próprio sangue, para vos comunicar a vós, criaturas terrenas, o Dom precioso de Sua Vida Divina.

“Eu Sou o Pão descido do Céu.

Quem comer deste Pão viverá e Eu o ressuscitarei no último dia”

-Amou-os até o fim, isto é, até o Fim dos Tempos, porque a presença entre vós de Cristo em estado de Vitima, em cada Sacrário da terra,

dá-vos segurança e confiança, alegria e esperança no Seu Glorioso retorno.

“Anunciamos, Senhor, a Vossa morte,

proclamamos a Vossa Ressurreição,

na espera de Sua vinda”

- Hoje é o dia do Novo Sacrifício e do Novo Sacerdócio.

- Hoje é o Grande Dia do Amor.

- O Seu Coração Divino abre-Se para vos dar o Seu Novo Mandamento:

“Dou-vos um Mandamento novo;

Amai-vos uns aos outros como Eu vos amei”

- Neste dia, filhos prediletos, peço-vos que renoveis o vosso compromisso de amor para com Jesus, presente na Eucaristia.

- Fazei da Santa Missa o centro de toda a vossa piedade,

o cume da vossa jornada Sacerdotal,

o coração da vossa ação apostólica.

- Celebrai-a com amor, com escrupulosa observância das leis litúrgicas;

vivei-a, participando pessoalmente no Sacrifício que Jesus renova por meio de vós.

- Rodeai de luzes e de flores o Sacrário, onde está custodiado Jesus Eucarístico.

- Ide frequentemente diante do Sacrário para os vossos encontros pessoais de amor com Jesus, que vos espera; que Ele Se torne para vós o único e precioso tesouro que atrai, como um imã, o vosso coração Sacerdotal.

- Voltai a expor Jesus Eucarístico no altar para as solenes horas de adoração e reparação pública, porque a Nova Era levará a um reflorescimento geral do culto Eucarístico em toda a Igreja.

- De fato, o Advento do Reino Glorioso de Cristo coincidirá com o maior esplendor do Seu Reino Eucarístico entre vós.

- Jesus Eucarístico derramará todo o Seu poder de amor, que transformará almas, a Igreja e toda a humanidade.

- Assim, a Eucaristia torna-se sinal de Jesus, que ainda hoje vos ama até o fim, porque vos conduz até o fim destes vossos tempos, para vos introduzir na Nova Era de santidade e de graça, para a qual vos encaminhais todos, e que começará quando Jesus tiver instaurado o Seu Reino Glorioso entre vós.

MSM-Movimento Sacerdotal Mariano / Padre Stefano Gobbi / 12.04.90

Clique aqui e veja também:

Eucaristia, invenção do Amor

Nova Era

Quando o Filho do Homem voltar

 “Senhor, que vosso Amor, Sofrimento e Sangue derramado,

não tenha sido em vão pelas nossas almas e

pelas almas dos Vossos Sacerdotes, Filhos Prediletos de Nossa Senhora.”

Nenhum comentário:

Postar um comentário