sexta-feira, 26 de fevereiro de 2021

O Deus Conosco

 

O Deus Conosco

- Vivei Comigo o Mistério desta Noite Santa, no Silêncio, na Oração, na Espera.

- Participai da Alegria Profunda da vossa Mãe Celeste,

que Se prepara para vos doar o Seu Divino Menino.

- O Filho que nasce de Mim é também o Meu Deus.

- Jesus é o Filho Unigênito do Pai;

É o Verbo pelo qual tudo foi criado;

É Luz da Luz;

Deus de Deus;

Consubstancial ao Pai.

- Jesus está acima do Tempo;

É Eterno.

- Como Deus, traz em Si Próprio a síntese de todas as Perfeições.

- Por meio de Mim, este Deus Se faz Verdadeiro Homem.

- Foi no Meu Seio Virginal que aconteceu a Sua Concepção Humana.

- E na Noite Santa, nasce de Mim numa Gruta Pobre e desprovida de tudo;

é colocado numa fria manjedoura;

adorado pela Sua Mãe e pelo Seu Pai Legal;

rodeado pela presença humilde dos Pastores;

Glorificado pela multidão Celeste dos Anjos, que cantam o Hino da Glória a Deus e da Paz aos homens por Ele amados e salvos.

- Inclinai-vos Comigo para Adorar o Menino Jesus acabado de nascer:

É o Emanuel,

É o Deus Conosco.

- É o Deus Conosco,

porque na Pessoa Divina de Jesus estão unidas a Natureza Divina e a Natureza Humana.

- No Verbo Encarnado realiza-se a União Substancial da Divindade e da Humanidade.

- Como Deus, Jesus está acima do Tempo e do Espaço:

É Imutável,

É Impassível.

- Mas como Homem, Jesus entra no Tempo:

Submete-Se ao limite do Espaço,

Sujeita-Se a toda a Fragilidade da Natureza Humana.

- É o Deus Conosco que Se faz Homem para nossa Salvação.

- Nesta Noite Santa nasce para todos o Salvador e o Redentor.

- A Fragilidade deste Divino Menino torna-se Remédio para toda a Fragilidade Humana:

o Seu Choro é alivio para toda a dor;

a Sua Pobreza é riqueza para toda a miséria;

a Sua Dor é conforto para todos os aflitos;

a Sua Mansidão é esperança para todos os Pecadores;

a Sua Bondade torna-se salvação para todos os perdidos.

- É o Deus Conosco, que Se faz Redenção e Refúgio para toda a Humanidade.

- Entrai Comigo na Gruta Luminosa do Seu Amor Divino.

- Deixai que Eu vos deponha no Berço Doce e Suave do Seu Coração que começou a Bater.

- Inclinai-vos Comigo, em êxtase de Beatitude sobre-humana, sentindo as Suas primeiras Palpitações.

- Ouvi a Divina Harmonia que delas se propagam com Notas Celestiais de Amor, de Alegria, de Paz, que o mundo jamais conheceu.

- É um Cântico que repete a cada homem o Eterno e Dulcíssimo Ritmo do Amor:

Te Amo, Te amo, Te amo.

- Cada Palpitação Sua é um Novo Dom de Amor para todos.

- Senti Comigo os Seus primeiros Vagidos de Pranto.

- É o Pranto de uma Criança acabada de nascer.

- É a Dor de um Deus que traz sobre Si toda a Dor do mundo.

- É o Deus Conosco, porque Jesus é Verdadeiro Deus mesmo na Sua Fragilidade Humana.

- Jesus Cristo é Deus, está acima do decorrer do Tempo e da História:

Ele é o Mesmo Ontem, Hoje e Sempre.

- Durante este ano, em que a Igreja vos convida a entrar na Contemplação do Mistério de Cristo, entrai todos no Refúgio do Meu Coração Imaculado.

- Como Mãe vos levo a compreender o Grande Dom desta Noite Santa.

- O Pai Amou tanto o mundo, que lhe deu o Seu Filho Unigênito, para a Sua Salvação.

- O Espirito Santo tornou fecundo o Meu Seio Virginal porque o Filho que nasceu de Mim é fruto precioso unicamente da Sua Divina Ação de Amor.

- A Vossa Mãe Celeste deu Seu Consentimento Materno, para que se pudesse cumprir o Divino Prodígio desta Noite Santa.

- Filhos prediletos,

Inclinai-vos Comigo para beijar o Meu Filho Recém-Nascido e:

Amai,

Adorai e

Agradecei

porque este Frágil Menino:

É Deus Feito Homem,

É o Emanuel,

É o Deus Conosco.

MSM-Movimento Sacerdotal Mariano / Padre Stefano Gobbi / 24.12.96

Clique aqui e veja também:

Jesus Crucificado é a vossa Salvação

Rei da Eterna Glória

A Porta que se abre

Deus está convosco

“Senhor, que vosso Amor, Sofrimento e Sangue derramado,

não tenha sido em vão pelas nossas almas e

pelas almas dos Vossos Sacerdotes, Filhos Prediletos de Nossa Senhora.”

“Senhor, sou teu servo, filho de Tua Serva.”


Nenhum comentário:

Postar um comentário