quinta-feira, 20 de agosto de 2020

Uma coroa de doze estrelas


Uma coroa de doze estrelas

- Filhos prediletos, olhai hoje para o candor imaculado da sua Mãe Celeste.

- Sou a Imaculada Conceição.

- Sou a única criatura isenta de toda a mancha de pecado, mesmo do pecado original.

- Sou toda Bela: tota pulchra.

- Deixai-vos envolver pelo meu manto de beleza, para que também vós sejais iluminados pelo meu candor de Céu, pela minha luz imaculada.

- Sou toda bela porque fui chamada a ser a Mãe do Filho de Deus e a formar o Rebento virginal, do qual devia desabrochar a flor divina.

- É por isso que o meu desígnio se insere no próprio mistério da vossa salvação.

- No principio, sou anunciada como a inimiga de satanás, como Aquela que obterá sobre ele a vitória completa:

“Porei inimizade entre ti e a Mulher; entre a tua descendência e a descendência Dela.

Ela te esmagará a cabeça e tu tentarás morder o seu calcanhar” (Genesis 3)

- No fim, sou vista como a Mulher vestida de sol, que tem a missão de combater contra o Dragão vermelho (Diabo Genesis3) e o seu poderoso exército, para o vencer, para o amarrar e precipitar no seu reino de morte, para que somente Cristo possa reinar no mundo.

- Eis-Me então apresentada pela Sagrada Escritura no fulgor da Minha materna realeza:

“E apareceu no céu um outro sinal: uma Mulher, vestida de sol, com a lua debaixo dos seus pés

e uma coroa de doze estrelas sobre a cabeça” (Apocalipse 12)

- Em torno da minha cabeça há, portanto, uma coroa de doze estrelas.

- A coroa é o sinal da realeza.

- Ela é composta por doze estrelas, porque se torna o símbolo da minha presença materna e real no próprio coração do povo de Deus.

- As doze estrelas indicam as doze tribos de Israel que compõem o povo eleito, escolhido e chamado pelo Senhor a preparar a vinda do Filho de Deus e Redentor ao mundo.

- Dado que sou chamada a tornar-Me a Mãe do Messias, o Meu desígnio é ser o cumprimento das promessas, o Rebento virginal, a honra e a glória de todo o povo de Israel.

- De fato, a Igreja exalta-Me com estas palavras:

“Tu és a glória de Jerusalém;

Tu és a alegria de Israel;

Tu és a honra do nosso povo.”

- Por isso, as tribos de Israel formam doze pedras preciosas do diadema que circunda a minha cabeça, para indicar a função da minha realeza materna.

- As doze estrelas significam também os doze Apóstolos, que são o fundamento sobre o qual Cristo fundou a sua Igreja.

- Encontrei-me frequentemente com eles, para os animar a seguir e a crer em Jesus, durante os três anos da sua missão publica.

- No momento da Crucificação, da agonia e da Morte do Meu Filho Jesus, Eu estava, em lugar deles, junto com João, aos pés da Cruz.

- Com eles participei da alegria da sua Ressurreição;

assisti ao lado deles, recolhidos em oração ao glorioso momento do Pentecostes.

- Durante a minha existência terrena, permaneci ao seu lado com a minha oração e a minha presença materna, para os ajudar, formar, encorajar e levar a beber o cálice que lhes tinha sido preparado pelo Pai Celeste.

- Sou assim Mãe e Rainha dos Apóstolos, os quais formam ao redor da Minha cabeça, doze estrelas luminosas da minha realeza materna.

- Sou a Mãe e Rainha de toda a Igreja.

- As doze estrelas significam também uma nova realidade.

- O Apocalipse 12 Me vê, de fato, como um grande sinal no céu, como uma Mulher vestida de sol, que combate contra o Dragão e o seu poderoso exército do mal.

- As estrelas em torno da minha cabeça indicam, então, aqueles que se consagram ao Meu Coração Imaculado, que fazem parte do meu exército vitorioso e se deixam guiar por Mim, para combater esta batalha e obter, no final, a nossa maior vitória.

- Assim, todos os meus prediletos e filhos consagrados ao Meu Coração Imaculado, chamados a serem hoje os Apóstolos dos Últimos Tempos, são as estrelas mais luminosas da minha coroa real.

- As doze estrelas que formam a luminosa coroa da minha realeza materna são constituídas pelas tribos de Israel e pelos Apóstolos destes vossos Último Tempos.

- Então, na festa da minha Imaculada Conceição, chamo-vos todos a fazer parte preciosa da minha coroa e a tornar-vos as estrelas brilhantes, que difundem em toda parte do mundo a luz, a graça, a santidade, a beleza, e a glória da vossa Mãe Celeste”

Movimento Sacerdotal Mariano - Uma coroa de doze estrelas / 08.12.1989

Clique aqui e veja também: Apóstolos dos Últimos Tempos

“Senhor, que vosso Amor, Sofrimento e Sangue derramado,

não tenha sido em vão pelas nossas almas e

pelas almas dos Vossos Sacerdotes, Filhos Prediletos de Nossa Senhora.”

Nenhum comentário:

Postar um comentário