sexta-feira, 23 de outubro de 2020

Velai comigo na espera

 


Velai comigo na espera

- Filhos prediletos, hoje velai comigo na espera.

- É o Sábado Santo.

- É o dia da minha firme esperança.

- É o dia da minha fé inabalável e da minha dor Imaculada.

- Jesus jaz morto no seu sepulcro novo.

- Desde que Me afastei do sepulcro, com João e as piedosas mulheres, depois de ter sido fechado e de ter sido rolada para a sua entrada uma grande pedra, é como se o tempo tivesse parado para Mim, Mãe Dolorosa e Crucificada.

- Recolhi-Me numa oração incessante, enquanto as lágrimas desciam dos meus olhos num pranto contínuo e o Meu Coração materno formava quase como que um berço de amor e de espera para o novo e glorioso nascimento do Meu Filho Jesus.

- A fé na Sua Palavra Divina, que sempre Me tinha sustentado durante a Sua existência humana e que se tinha tornado, nas horas da Sua Paixão dolorosa, o único amparo seguro da minha indizível dor, transforma-se agora em certeza absoluta da sua próxima Ressurreição.

- Vivo ferida e aplacada, lacrimosa e consolada, dolorosa e alegre, porque sei que Jesus, massacrado e morto de maneira tão cruel, já está para ressuscitar.

- No alvorecer do primeiro dia depois do sábado, com que amor e ternura filial Se aproxima de Mim, Jesus Cristo, no esplendor do Seu Corpo Glorioso, estreitando-Me nos seus braços, envolvendo-Me na sua fortíssima luz e dizendo-Me palavras divinas de conforto.

- Filhos prediletos, velai comigo na espera, no longo e doloroso sábado Santo, que vai desde a sua ressurreição até o Seu glorioso retorno.

- Velai comigo na espera e sede fortes na fé em Jesus, nestes tempos em que se renovam traições e abandonos da parte dos seus, em que a fé dos verdadeiros discípulos é posta a dura prova pela difusão dos erros mais enganadores e insidiosos.

- Velai comigo na espera e permanecei firmes na esperança de que Jesus voltará sobre as nuvens do céu, no esplendor do Seu Corpo Glorioso, tal como preanunciou diante do tribunal de Caifás, querendo dar um sinal seguro da sua divindade nestes tempos em que se difundem as dúvidas sobre a sua natureza divina e sobre o cumprimento das suas promessas.

- Velai comigo na espera e sede ardentes na caridade, nestes tempos em que ela se esfriou no coração dos homens e a humanidade se tornou um deserto de vida e de amor e é cada vez mais consumida e ameaçada pelo egoísmo, pela violência, pela fome e pela guerra.

- Velai comigo na espera, nestes últimos tempos do vosso longo sábado Santo, porque está próximo o momento em que o Meu Filho Jesus voltará sobre as nuvens do céu, no esplendor da Sua Divina Glória.

MSM-Movimento Sacerdotal Mariano / Padre Stéfano Gobbi / 14.04.90

Clique aqui e veja também:

Segundo Pentecostes

Apóstolos dos últimos tempos 

Divisão, primeiro sinal.

“Senhor, que vosso Amor, Sofrimento e Sangue derramado,

não tenha sido em vão pelas nossas almas e

pelas almas dos Vossos Sacerdotes, Filhos Prediletos de Nossa Senhora.”

Nenhum comentário:

Postar um comentário