sexta-feira, 2 de outubro de 2020

Seu novo Natal

 


Seu novo Natal

- Vivei no Jardim do Meu Coração Imaculado, filhos prediletos, as belas e preciosas horas desta Noite Santa.

- Passai-a em oração e no silêncio, na minha doce companhia e na do Meu Esposo José.

- Participai nos momentos de êxtase e de inefável alegria vividos pela vossa Mãe Celeste, quando se dispunha a dar-vos o seu Divino Menino.

- A oração Me envolvia como um manto, o silêncio tomava cada vez mais posse da minha vida, porque tinha chegado o tão esperado momento do seu nascimento no tempo.

- Assim, não Me lembrava do cansaço da longa viagem, nem Me desanimava a recusa de nos abrirem uma porta, atraía-Me a quietude de uma gruta afastada, não Me pesava o desconforto por causa da miséria nem da falta de tudo.

- Depois, improvisamente, o Paraíso inclinou-se sobre o meu nada e Eu entrei num êxtase de amor e de vida com o Pai Celeste.

- Quando Me dei conta que estava ainda na terra, já tinha nos meus braços o Meu Deus, que Se tinha tornado milagrosamente Meu Filho.

- Revivei o silêncio operoso do meu Castíssimo Esposo José:

o seu trabalho para nos conduzir no longo caminho,

a sua insistência em procurarmos uma casa,

a sua paciência que se renovava a cada recusa de nos abrirem uma porta,

a sua confiança ao conduzir-nos para um lugar abrigado e seguro,

o seu amoroso trabalho para nos tornar menos inóspita a miserável gruta,

a sua espera na oração pelo que iria se realizar, e finalmente,

a sua grande felicidade, ao inclinar-se para beijar e adorar o Seu Deus, já nascido de Mim, na Noite Santa.

- Esteja sobre vós a Luz que apareceu aos pastores, na profunda noite, os cânticos dos Anjos e a alegria pela boa noticia ouvida:

“Anuncio-vos uma noticia, que é a alegria para todos:

hoje nasceu o Salvador, que é o Cristo Senhor”

- Na densa noite que desceu atualmente sobre o mundo,

no meio do sofrimento já sangrento que a Igreja é chamada a viver, enquanto as portas dos homens e dos povos ainda estão fechadas a Jesus, que está para vir na Glória,

imitai a vossa Mãe Celeste, o seu amadíssimo Esposo José e os pastores que acorrem prontamente ao convite vindo do céu.

- Rezai e guardai silêncio, para ouvir a voz de Deus, para compreender os Grandes Sinais que hoje vos envia, a fim de corresponderdes, com a vossa colaboração pessoal, ao seu misericordioso desígnio.

- Como José, empenhai-vos em preparar tudo cuidadosamente para o seu próximo retorno.

- Acendei nos corações as luzes que já se apagaram,

abri as almas a graça e ao amor,

abri de par em par as portas ao Cristo que vem.

- Tal como fizeram os pastores, simples e pequeninos, assim também vós não fecheis os ouvidos as vozes que ainda vos são dadas, agora mais do que nunca, pelo Céu.

- Entre elas sabei reconhecer e seguir a voz da vossa Mãe Celeste, que de tantos modos e com tantos sinais, vos repete o seu profético anúncio:

“Preparai-vos para o retorno de Jesus na glória”

- Está próximo o Seu Segundo Natal.

- Vivei comigo as horas conclusivas deste Segundo Advento:

na confiança,

na oração,

no sofrimento acolhido e compreendido,

esperando que chegue em breve o Grande Dia do Senhor.

- O deserto do mundo abrir-se-á para receber o orvalho celeste do seu Glorioso Reino de amor e de paz.

MSM-Movimento Sacerdotal Mariano / Padre Stéfano Gobbi / 24.12.83

Clique aqui e veja também:

Olhai para o Meu Esposo José

As duas asas da Grande Águia

Jesus abandonado

“Senhor, que vosso Amor, Sofrimento e Sangue derramado,

não tenha sido em vão pelas nossas almas e

pelas almas dos Sacerdotes, Filhos Prediletos de Nossa Senhora.”

Nenhum comentário:

Postar um comentário