Mostrando postagens com marcador Atitudes que salvam. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Atitudes que salvam. Mostrar todas as postagens

terça-feira, 31 de março de 2020

Obrigações de estado e o Amor


Obrigações de estado e Amor
O texto Bíblico de Efésios 5, 21-23 nos apresenta uma polêmica exigência:
“Como a Igreja está sujeita a Cristo, estejam as mulheres sujeitas aos seus maridos... E vós, maridos, amai as vossas mulheres como Cristo amou a Igreja e se entregou por ela... Assim também os maridos devem amar as suas próprias mulheres, como a seus próprios corpos. Quem ama a sua mulher ama-se a sí mesmo, pois ninguém jamais quis mal a sua própria carne, antes alimenta-a e dela cuida, como também faz Cristo com a Igreja, porque somos membros do seu corpo...”

- No Matrimônio, muitas vezes, cumprimos tudo o que a moral e as “obrigações de estado” nos propõem a viver, ou seja: Ter uma casa, trazer alimento, ter filhos, leva-los a escola, cuidar da vestimenta, providenciar transporte, ser casto, dar presente nos aniversários, passear com seu cônjuge e com a família, etc... São obrigações licitas e que acumulamos méritos para com o cônjuge, com os filhos, parentes, amigos e ficamos quites com a sociedade e com nós mesmos quando tudo vai bem.
Mas,
As tempestades, tribulações, doenças, Epidemias e problemas financeiros nos atingem de vez em quando, dai temos a impressão que tudo o que fazemos não é o suficiente, pois os desentendimentos se tornam mais frequentes, os julgamentos, as cobranças, as culpas vão tomando conta da rotina do casal. Daí pensamos o que será que fiz para merecer isso, ou porque só acontece comigo, porque Deus me abandonou?
- Muitas vezes cumprimos todas as “obrigações de estado”, temos tudo o que é necessário para uma vida normal, mas esquecemos daquilo que não é obrigação, mas é essencial para que ninguém culpe ninguém quando das tempestades e sofrimentos que nos assolam: AMAR.
- AMAR não é obrigação, mas é um Mandato de Deus para que não somente o matrimônio corra bem, mas tudo.
- Podemos até mantermos uma fachada, alimentando nosso matrimônio com coisas materiais e nos escondendo na correria do dia a dia, culpando a falta de tempo, mesmo sabendo no intimo do coração que está faltando alguma coisa. Daí quando temos tempo percebemos que realmente alguma coisa está acontecendo ou não aconteceu; é o Amor, a única coisa de eu não era “obrigado” a dar mas que foi suprimido pela paixão no inicio do relacionamento e estendido até o matrimônio.
Ainda há tempo.
- Se nos falta Amor ao cônjuge ou aqueles a quem Nosso Senhor nos confiou, peçamos socorro a fonte do Amor, Nosso Deus; Aquele que mandou-nos Amar, mas por um motivo ou outro deixei passar despercebido ou não sabia o que era Amar, confundi com outro sentimento, vai nos socorrer com sua Providência de Amor, vai nos capacitar ao Amor.
- Meditemos no Amor do Pai que deu seu Filho Único, Nosso Senhor Jesus Cristo, para morrer em nosso lugar.
- Jesus é nosso modelo de Amor, peçamos a Ele e a intercessão de Nossa Senhora, sua mãe e nossa  mãe, que nos ensine a Amar como Ele nos Ama desde toda a eternidade.


Amar onde quer que eu esteja
- Estendamos este conceito às outras dimensões de nossa vida, para melhor compreendermos o que realmente é o Amor: Na profissão, nos estudos, no lazer, no trânsito...
- Faço somente o que é determinado pelas instituições e pelas Leis ou vou além?
- Imagine um médico que mesmo depois de formado, continua seus estudos para dar muito mais a seus pacientes;
- Imagine o Cientista que mesmo depois de receber seu diploma de formação acadêmica continua pesquisando e entregando a Comunidade Cientifica seus esforços extras para descobrir uma nova Vacina para uma grave Pandemia que assola o mundo.
- Imagine um professor que vai além dos livros e ensine a seus alunos não somente a teoria, mas como aplicar em suas vidas.
- Imagine um Padre que mesmo depois de ordenado, continua seus estudos e rogando a Deus por seus fieis, dando bons exemplos de como Amar a Deus sobre todas as coisas e ao Próximo como a sí mesmo, ensinando a seus fieis a serem santos como Deus é santo. Pense em sua pregação, pois as palavras ditas com Amor, Libertam.
- Imagine você no trânsito caótico da cidade grande e alguém, que sem paciência, age de forma irresponsável; qual sua reação? Você julga ou reza por ele?
- Imagine um Economista que estudando novas possibilidades, além das existentes, apresenta uma nova formula de distribuição de renda, sem colocar em risco a economia de sua nação.
- Imagine você, nas várias dimensões da sua vida, o que pode dar além das “obrigações de estado” que já cumpre, este acréscimo é o que chamamos de Amor, Amor ao próximo; aqui você cumpre os dois mandatos de Deus ao mesmo tempo: Ama a Deus no próximo.
- Imagine todos nós cumprindo o que Jesus mandou: Amar a Deus sobre todas as coisas e o próximo como a si mesmo (Amar a Deus no próximo), creio que faríamos muito mais que nossa “obrigação de estado” e o mundo em que vivemos transformaria.

Como Amar e praticar as obras de misericórdia: Pela ação, pela Palavra ou pela Oração.

Consequências do Amor
- Lembra daquela passagem Bíblica (Mateus 19, 16-30) em que o Jovem Rico que já cumpria todos os mandamentos, sentia em seu coração que faltava algo? O que Jesus lhe recomendou? Vai vende tudo e siga-me. Sim, o Amor requer despojamento, desprendimento, perdão e doação.
- O Amor tem um preço: doação da vida pelo outro (lembre-se de Jesus, nosso modelo), Amar é dar a vida pelo próximo, Amor e sofrimento se fundem em uma só coisa. 
“O Cerne do Amor é o sacrifício e o sofrimento”, Diz Deus Pai a Santa Faustina §1103
- Quem morre primeiro? Quem mais ama.
- O médico que mais Ama, se expõe mais, morre amando.
- O Padre que mais Ama, mais se expõe para salvar seu rebanho.
- O Bombeiro que mais Ama, encara o fogo para salvar uma vida.
- O Soldado que mais Ama, defende a vida do próximo.
- Os covardes não amam, demoram mais para morrer.
- Os fracos não amam, precisam de mais exemplos para amar mais.
O mundo é dos espertos, mas o céu é para aqueles que amam.

“Enquanto viveis neste mundo, podeis e deveis progredir;
se alguém estaciona, por isso mesmo retrocede.”
Santa Catarina de Sena 24,2

Texto revisado por Padre Cirio Alessandro Jacinto.

quinta-feira, 7 de setembro de 2017

Atitudes que salvam


- Toda Atitude que Deus exige de nós obtêm-se um mérito, seja para nós mesmos, seja para as almas que estão no perigo de perderem-se.
- Toda ação tem uma reação.

Abandono
- O primeiro dos tesouros é um grande abandono a tudo que Eu te pedir direta ou indiretamente, confiando, sem cessar, na Bondade de Meu Coração que toma sempre cuidado de ti.
  • Assim repararás o orgulho de tantas almas que duvidam do Meu Amor.

Humildade
- O segundo destes tesouros é uma humildade profunda que consistirá em reconheceres que não és nada, em te abaixares diante de todas as Irmãs, e quando Eu te disser, em pedires também a tua Madre que te humilhe.
  • Repararás assim o orgulho de muitas almas.

Mortificação
- O terceiro é o tesouro de uma grande mortificação em tuas palavras e ações.
- Quero que te mortifiques corporalmente tanto quanto a obediência te permitir e que recebas com verdadeiro desejo os sofrimentos que Eu mesmo te enviar.
  • Assim repararás a imortificação de grande número de almas e Me consolarás de algum modo pelas ofensas que Me causam tantos pecados de sensualidade e tantos prazeres maus.
27.dezembro.1920 a 09.janeiro.1921.


Dou-vos Graça e Força para vencerdes a natureza
- Se vos peço Amor, não o recuseis: é tão fácil amar Aquele que é o próprio Amor.
- Se exijo alguma coisa que custe a vossa natureza, dou-vos ao mesmo tempo a graça e a força necessária para vos vencerdes.

- Escolhi-vos para encontrar em vós consolo.
- Deixai-Me pois, entrar em vossa alma e, se nada tendes que seja digno de Mim, dizei com humildade e confiança:
  • Senhor, conheceis as flores e os frutos de meu jardim. Vinde e dizei-me o que devo fazer para que desde já cresça a flor que desejais.
- A alma que assim Me falar com verdadeiro desejo de Me dar provas de seu amor, Eu responderei:
  • Alma caríssima, se queres que teu jardim produza a flor de que gosto:
    • deixa que Eu próprio o cultive,
    • deixa-Me lavrar essa terra,
    • deixa-Me arrancar as raízes que Me estorvam e que tu não tens coragem para tirar.
  • Se te peço sacrificares teus gostos ou teu caráter, tal ato de caridade, de paciência ou de abnegação, tal prova de zelo, de obediência ou de mortificação, isso é o adubo que fertilizará o solo, permitindo-lhe produzir flores e frutos:
    • A vitória que alcançares sobre ti mesma dará luz a um pecador.
  • Um aborrecimento suportado com alegria:
    • cicatrizará as feridas que ele Me causou, reparará sua ofensa e expiará sua falta.
  • Uma observação aceita com paz e até com alegria:
    • Obterá para as almas, cegas pelo orgulho, a graça de deixarem penetrar luz em si e de pedirem humildemente perdão.
- Farei isto em tua alma se nela me deixares em liberdade.
- Então, nela crescerão flores, rapidamente, e serás o consolo de Meu Coração.
- Estou a busca de consolo e quero encontra-lo em Minhas Almas Escolhidas.
06.março.1923

“Apelo ao Amor” A mensagem do Coração de Jesus ao Mundo e Sua Mensageira Irmã Josefa Menéndez da Sociedade do Sagrado Coração.