domingo, 18 de outubro de 2020

Gruta luminosa

 


Gruta luminosa

- Vivei comigo, filhos prediletos, o mistério de amor e de luz deste vosso Natal.

- Quero levar-vos comigo no longo caminho que nos conduzia até Belém.

- Eu estava absorta num contínuo êxtase de amor com o Divino Menino que levava no meu seio virginal, aliviada pela preciosa ajuda do meu Castíssimo Esposo José, que tanto se empenhava em tornar menos pesada a cansativa viagem.

- Assim, um Silêncio Interior rodeava a nossa presença no meio de uma rumorosa caravana.

- A oração profunda do coração marcava o nosso lento aproximar da meta.

- Uma paz tranquila de alma descia sobre o desenrolar-se sereno do tempo, num amoroso conhecimento do grande mistério que estava prestes a se realizar.

- Quando chegamos a Belém e todas as portas se fecharam ao nosso pedido de hospitalidade por aquela noite, foi-nos indicada pelos pastores uma pobre gruta que, apesar de ser miserável, estava pronta para nos acolher.

- É a Noite Santa.

- É a Noite que põe fim a espera de séculos.

- É a Noite que se abre a Luz e que põe fim para sempre ao Tempo do Primeiro Advento.

- É a Noite que dá inicio ao novo dia que não conhece ocaso.

- Nesta Noite, o Céu desposa a terra;

os cânticos dos Anjos harmonizam-se com as vozes dos pequeninos, dos pobres, dos puros;

aos pastores é dado o anúncio que é de alegria para todos:

“Hoje nasceu para vós o Salvador” (Lucas 2, 1-14)

- Inclinai-vos, comigo, para cobrir o Menino de beijos e de lágrimas,

de calor e de amor,

de doce e afetuosa ternura.

- É tão pequenino; acabou de nascer;

chora pelo rigor do frio;

geme pelo grande gelo que envolve o mundo inteiro.

- Trazei-Lhe, vós também, como os pastores, dons simples.

- O vosso coração sacerdotal, cheio de amor, torna-se para Ele o único grande conforto.

- Acolhei, vós também, o grande anúncio de alegria que hoje vos é dado: está próximo o Seu Segundo Natal na Glória.

- Também vós estais percorrendo a última parte de um longo caminho.

- Também vós estais prestes a concluir o Tempo do Segundo Advento.

- Então vivei comigo e com o Meu Esposo José, as horas preciosas desta nova vigília.

- Um profundo Silêncio rodeie o grande barulho de palavras e de imagens que enche hoje o mundo inteiro.

- Que a Oração do coração vos leve a um contínuo colóquio com o Senhor Jesus que veio, que vem e que virá na glória.

- A Paz tranquila da alma marque o decorrer dos vossos dias, tão ameaçadores e cheio de dor para todos.

- Prossegui seguros, sobre as ondas tempestuosas destes Últimos Tempos da Grande Tribulação, sem vos perturbardes ao ver que as portas ainda se fecham a Jesus Cristo que vem.

- O Meu Coração Imaculado é a Gruta Luminosa que põe fim a este Segundo Advento, porque é com o seu Triunfo que Jesus voltará a vós na glória.

MSM-Movimento Sacerdotal Mariano / Padre Stéfano Gobbi / 24.12.91

Clique aqui e veja também:

Grande prova

Quando o Filho do Homem voltar

Segundo Advento de Jesus

“Senhor, que vosso Amor, Sofrimento e Sangue derramado,

não tenha sido em vão pelas nossas almas e

pelas almas dos Vossos Sacerdotes, Filhos Prediletos de Nossa Senhora.”

Nenhum comentário:

Postar um comentário